Seja #sóciofórum. Clique aqui e saiba como
19 de março de 2020, 16h07

Netanyahu usa coronavírus para justificar autogolpe e fechamento do Congresso em Israel

Primeiro-ministro fracassou na tentativa de formar maioria, nas duas votações realizadas este ano, em janeiro e no começo de março

Após falhar em duas tentativas de formar governo em Israel, nos meses de janeiro e março, o primeiro-ministro desse país, Benjamin Netanyahu, decidiu, nesta quinta-feira (19), fechar o Congresso israelense.

A medida completa o autogolpe que vinha sendo engendrado nos últimos dias. As medidas que anunciou, com a justificativa de combater o coronavírus tinham mais a ver com concentrar poderes em torno do seu cargo do que em ações na área da saúde em si.

Após o anúncio do fechamento do Legislativo, centenas de pessoas foram às ruas protestar contra a decisão, especialmente em Tel-Aviv, apesar de haver quarentena decretada em algumas regiões do país.

O historiador Yuval Noah Harari, um dos intelectuais mais conhecidos do país, escreveu em seu Twitter que Israel se tornou “a primeira ditadura do coronavírus. Netanyahu perdeu as eleições. Então, sob o pretexto de combater a coroa, ele fechou o parlamento israelense, ordenou que as pessoas permanecessem em suas casas e emitiu quaisquer decretos de emergência que desejasse. Isso é chamado de ditadura”.

Até o momento, Israel registra 529 casos confirmados de coronavírus, mas não anunciou oficialmente nenhuma morte.


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum