Ouça o Fórumcast, o podcast da Fórum
20 de novembro de 2019, 15h50

Partido de Evo Morales propõe no Senado novas eleições na Bolívia

A presidenta do Senado, Eva Copa, evitou falar em uma data para o novo pleito, mas afirmou que o Legislativo vai trabalhar para realizá-lo o mais rápido possível

Reprodução/Twitter

O Movimento Al Socialismo (MAS), partido do presidente Evo Morales, apresentou nesta quarta-feira (20) um projeto de lei ao Senado que convoca eleições na Bolívia como forma de restabelecer a normalidade constitucional no país. A Bolívia está sendo comandada por Jeanine Añez, presidenta autoproclamada que se alçou ao poder após o golpe de Estado que derrubou Morales no dia 10 de novembro.

Segundo a a presidenta do Senado, Eva Copa (MAS), o projeto de Lei Excepcional e Transitória para a Realização das Eleições Nacionais e Subnacionais busca anular as eleições realizadas há um mês, em 20 de outubro, nomear novos membros do Tribunal Superior Eleitoral e acelerar os trâmites para garantir a realização do novo processo eleitoral.

“Esse projeto engloba muitos temas. Ele primeiro passa por anular as eleições, convocar novas eleições, indicar novos membros do tribunal eleitoral. É importante destacar para a população que daqui do Parlamento vamos canalizar todos os mecanismos para convocar novas eleições. Vamos fazer isso em conjunto com as bancadas do UD e do PDC”, afirmou Copa.

A pauta, aprovada no plenário, será encaminhada à Comissão de Constituição, onde serão debatidos prazos e disposições. Copa evitou falar em uma data para os comícios, apesar de ser questionada sobre a possibilidade da realização no dia 12 de janeiro.

O MAS possui maioria nas duas Câmaras do Parlamento.

Eleições imediatas

Apesar dos esforços dos parlamentares, a presidenta autoproclamada Jeanine Añez pode tomar uma decisão autocrática e convocar eleições por conta própria com o respaldo da Organização dos Estados Americanos (OEA). A OEA, acusada de apoiar o golpe no país, aprovou nesta quarta uma resolução que pede eleições “urgentes”.


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum