Seja #sóciofórum. Clique aqui e saiba como
15 de janeiro de 2020, 16h02

Pela primeira vez, Papa Francisco dá cargo máximo no Vaticano a uma mulher

Francesca Di Giovanni é a nova subsecretária da Seção para as Relações com os Estados

Foto: Reprodução Vatican News

O Papa Francisco nomeou, nesta quarta-feira (15), a advogada Francesca Di Giovanni para nova subsecretária da Seção para as Relações com os Estados do Vaticano. Com a nomeação, Francesca é a primeira mulher a ocupar o cargo mais alto da administração do país.

“Esta é a primeira vez que uma mulher tem um papel de liderança na Secretaria de Estado. O Santo Padre tomou uma decisão inovadora, certamente, que, para além da minha pessoa, representa um sinal de atenção às mulheres. Mas a responsabilidade está ligada à tarefa, mais do que ao fato de ser uma mulher”, disse a nova secretária, que nasceu em 1953 e é licenciada em Direito.

Francesca agora divide a administração da Secretaria com Miroslaw Wachowski. Ela fica a cargo da questão multilateral, com foco nas áreas de migrantes e refugiados, direito humanitário internacional, comunicações, direito internacional privado, estatuto da mulher, propriedade intelectual e turismo. Para Francesca, a criação do cargo que ela agora ocupa, para focar no setor multilateral, é importante “porque ele tem modalidades próprias, em parte diferentes das da esfera bilateral”.

Há cerca de um mês, foi noticiado que havia em torno de 950 mulheres trabalhando no Vaticano, mas poucas ocupavam altos cargos. Sobre isso, a Associação de Mulheres do Vaticano escreveu que “como em muitas sociedades, mesmo no Vaticano, as mulheres são por vezes vistas pelos homens e também por outras mulheres como pessoas de menor valor intelectual e profissional, sempre disponíveis para o serviço, sempre dóceis aos superiores. É, portanto, urgente promover a autoestima e melhorar a presença feminina também no Vaticano”.

Com informações do UOL

 

 


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum

#tags