Seja #sóciofórum. Clique aqui e saiba como
04 de fevereiro de 2020, 09h30

Pela primeira vez, YouTube vai retirar do ar conteúdo enganoso nas eleições americanas

O plano completo foi apresentado pelo site no dia das prévias democratas em Iowa

Foto: Reprodução

Pela primeira vez em sua história, o YouTube afirmou, nesta segunda-feira (3), que pretende retirar do ar conteúdo enganoso relacionado à eleição americana que possa causar “risco sério de danos graves”.

O plano completo foi apresentado pelo site no dia das prévias democratas em Iowa, quando se inicia o processo de escolha do candidato que representará o partido no pleito.

“Nos últimos anos, intensificamos nossos esforços para tornar o YouTube uma fonte mais confiável de notícias e informações, assim como uma plataforma aberta ao discurso político saudável”, escreveu em uma publicação num blog Leslie Miller, vice-presidente de assuntos governamentais e políticas públicas do YouTube, que pertence ao Google.

Ela acrescentou ainda que a plataforma aplicará suas diretrizes “sem levar em conta o ponto de vista político do vídeo”.

No mês passado, o Facebook disse que removerá vídeos que foram alterados por inteligência artificial de maneira a enganar os espectadores, mas também que permitirá anúncios políticos e não verificará a veracidade de suas informações.

O Twitter, por sua vez, baniu totalmente os anúncios políticos e declarou que não influirá de forma extensa nos tuítes de líderes políticos, embora possa tratá-los de modo diferente.

Com informações do New York Times


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum