Entrevista exclusiva com Lula
07 de novembro de 2019, 13h19

Prefeita do partido de Evo Morales é agredida e humilhada publicamente por opositores

Patricia Arce ainda foi suja de tinta vermelha e teve seu cabelo cortado. Segundo relatos, a prefeita foi obrigada a andar pela cidade sendo humilhada

Reprodução/Redes sociais

Durante os protestos desta quarta-feira (6) em Cochabamba, cidade da região central da Bolívia, um grupo de opositores a Evo Morales invadiu a prefeitura e levou à força a prefeita Patricia Arce, que é do Movimento ao Socialismo (MAS), partido do presidente. Patricia foi agredida e humilhada publicamente pelo grupo, e o prédio da prefeitura foi incendiado.

A prefeita ainda foi suja de tinta vermelha e teve seu cabelo cortado. Segundo relatos, Patricia foi obrigada a andar pela cidade sendo humilhada. Ao fim, em entrevista à imprensa local, a prefeita mandou um recado corajoso aos agressores.

“Sou livre e não vou me calar. E se quiserem me matar, que me matem. E como disse um dia: por esse processo de mudança vou dar minha vida”, disse.

Segundo o jornal La Razón, 89 pessoas ficaram feridas no protesto, incluindo um jovem de 20 anos, Limbert Guzmán Vásquez, que foi levado a um hospital com morte cerebral. O jovem foi a terceira pessoa a morrer desde que os conflitos começaram na Bolívia.

Confira o relato da prefeita:

Notícias relacionadas


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum