segunda-feira, 21 set 2020
Publicidade

Premiê italiano ensaia renúncia em meio a briga entre partidos da base

O primeiro-ministro italiano, Giuseppe Conte, ameaçou nesta segunda-feira (3) renunciar ao posto caso o anti-establishment Movimento 5 Estrelas (M5S), seu partido, e a ultra-direitista Liga Norte (LN), não entrem em acordo. Nas últimos semanas, a relação entre as duas legendas esquentou.

Há pouco mais de um ano à frente da Itália, a reação de Conte demonstra que o desgaste entre o M5E e o LN é bastante forte. O premiê afirmou em coletiva de imprensa que deixaria o posto e convocaria novas eleições caso não fossem estabelecidas novas pontes entre as siglas e um diálogo com a União Europeia.

As últimas semanas na Itália foram marcadas por de enormes tensões, insultos, ataques públicos ao próprio Conte, casos de corrupção e ameaças de ruptura. As eleições para o Parlamento Europeu, que consolidou a Liga, do ministro do Interior Matteo Salvini, como uma referência no continente, também contribuíram para chacoalhar ainda mais a política italiana.

O partido do extremista Salvini dobrou a porcentagem eleitoral em comparação com a votação do ano passado para o Parlamento nacional. Já o M5S viu seu capital político cair pela metade, enquanto o LN saltou de 17% para 34%. A sigla do primeiro ministro minguou de 33% para 17%.

Redação
Redação
Direto da Redação da Revista Fórum.