Seja #sóciofórum. Clique aqui e saiba como
14 de novembro de 2019, 10h34

Presidenta autoproclamada da Bolívia, Jeanine Añez apaga posts que desagradariam Bolsonaro

Poucas horas depois de ser reconhecida presidenta da Bolívia pelo governo brasileiro, a senadora deletou de suas redes sociais publicações ambientalistas defendendo a Amazônia e denunciando os incêndios na floresta

Reprodução

Poucas horas depois de se autoproclamar presidenta da Bolívia, e quase imediatamente ser reconhecida pelo governo brasileiro, a senadora Jeanine Añez deletou de seu perfil nas redes sociais publicações ambientalistas defendendo a Amazônia e denunciando os incêndios na floresta. O presidente Jair Bolsonaro sustentou um discurso claro neste período condenando a militância pela Amazônia e chegou a declarar que incêndios estavam dentro dos padrões.

Em suas redes sociais, Añez divulgou diversas imagens de fogo e devastação na floresta e chegou a trocar sua foto para uma que dizia SOS AMAZONIA, em solidariedade às campanhas de alerta à crise ambiental.
Em agosto, tanto o território brasileiro quanto boliviano foram afetados pelos incêndios. Na Bolívia, o governo chegou a decretar emergência nacional e aceitou ajuda internacional. No Brasil, o mesmo fenômeno ganhou outros rumos. Brasília chamou as críticas internacionais à política ambiental de Bolsonaro de “histeria”, sugeriu que crise na Amazônia tratava-se de fake news e culpou ONGs pelos incêndios.
Ainda, ministros de Bolsonaro chegaram a alertar que o uso da Amazônia era uma forma de tentar atacar Brasília por seu novo posicionamento diplomático.

Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum