#Fórumcast, o podcast da Fórum
09 de julho de 2019, 21h54

Presidente das Filipinas desafia Trump a iniciar guerra contra a China

Rodrigo Duterte reconheceu que existe um pacto de defesa mútua com os Estados Unidos, mas alegou que seria impossível que seu país vencesse sozinho uma guerra contra o gigante da região: "se querem criar problemas, venham aqui fazer isso conosco, não estou disposto a enviar meus soldados à boca do inferno para morrer por vocês".

Duterte - Foto: Reprodução

O presidente das Filipinas, Rodrigo Duterte, lançou um desafio a Donald Trump, mandatário dos Estados Unidos, nesta terça-feira (9): “que faça o primeiro disparo (contra a China) na disputa pelo Mar da China Meridional”.

Inscreva-se no nosso Canal do YouTube, ative o sininho e passe a assistir ao nosso conteúdo exclusivo

A declaração de Duterte, como se vê em sua declaração, tem a ver com a disputa territorial no Mar da China Meridional. O líder filipino acredita que a estratégia militar estadunidense visa criar uma disputa entre o seu país e outros que formam parte da região para atacar a China, em nome dos interesses geopolíticos de Washington.

“Sempre estão (os Estados Unidos) nos empurrando, nos incitando (…) pensam que os filipinos são minhocas para servir de isca? Que tragam seus aviões e seus navios ao Mar de la China Meridional, e façam eles mesmos o primeiro disparo”, afirmou Duterte.

Ainda assim, o presidente filipino reconheceu que existe um pacto de defesa mútua com os Estados Unidos, mas alegou que seria impossível que seu país vencesse sozinho uma guerra contra o gigante da região. “Se querem criar problemas, tudo bem, então criemos juntos, venham aqui fazer conosco (…) não estou disposto a enviar meus soldados à boca do inferno para morrer por vocês, isso eu não posso fazer”, reclamou.

Contudo, Duterte também provocou o governo chinês, dizendo que “se podem declarar um oceano (o Índico) como próprio, digam agora porque também quero declarar um para mim”.

Com informações do portal RT.


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum