Fórumcast, o podcast da Fórum
23 de agosto de 2019, 13h35

Primeiro-ministro britânico manda recado ao Brasil e diz que está disposto a agir pela Amazônia

“Os incêndios devastando a floresta amazônica não são apenas devastadores, são uma crise internacional. Estamos prontos para fornecer qualquer ajuda que pudermos”, tuitou Boris Johnson

Foto: Reprodução/YouTube

O cientista político Alberto Carlos Almeida repercutiu em suas redes sociais uma postagem do primeiro-ministro do Reino Unido, Boris Johnson, que demonstrou, nesta sexta-feira (23), grande preocupação com os incêndios na Amazônia e com o descaso do governo de Jair Bolsonaro. “Tuíte duro do primeiro-ministro do Reino Unido. Até ele está disposto a agir contra o Brasil se a situação de devastação da Amazônia perdurar”, disse Almeida.

“Os incêndios devastando a floresta amazônica não são apenas devastadores, são uma crise internacional. Estamos prontos para fornecer qualquer ajuda que pudermos para controlá-los e ajudar a proteger uma das maiores maravilhas da Terra”, tuitou Johnson.

O Facebook silenciou a Fórum. Censura? Clique aqui e nos ajude a lutar contra isso

Ação global

O primeiro-ministro defendeu uma ação global para conter os incêndios, pois seu governo foi pressionado pela oposição a tomar medidas contra Bolsonaro.

“O premiê está profundamente preocupado com a floresta amazônica e com o impacto da trágica perda desses preciosos habitats. O efeito desses incêndios será sentido em todo o mundo e é por isso que precisamos de ação internacional para proteger as florestas tropicais do mundo”, declarou o porta-voz britânico.


Você pode fazer o jornalismo da Fórum ser cada vez melhor

A Fórum nunca foi tão lida como atualmente. Ao mesmo tempo nunca publicou tanto conteúdo original e trabalhou com tantos colaboradores e colunistas. Ou seja, nossos recordes mensais de audiência são frutos de um enorme esforço para fazer um jornalismo posicionado a favor dos direitos, da democracia e dos movimentos sociais, mas que não seja panfletário e de baixa qualidade. Prezamos nossa credibilidade. Mesmo com todo esse sucesso não estamos satisfeitos.

Queremos melhorar nossa qualidade editorial e alcançar cada vez mais gente. Para isso precisamos de um número maior de sócios, que é a forma que encontramos para bancar parte do nosso projeto. Sócios já recebem uma newsletter exclusiva todas as manhãs e em julho terão uma área exclusiva.

Fique sócio e faça parte desta caminhada para que ela se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie a Fórum