Seja #sóciofórum. Clique aqui e saiba como
04 de junho de 2019, 15h29

Revista estadunidense revela que Guaidó também é assessorado por um astrólogo

Não é só Bolsonaro que tem um "guru"; conhecido somente como “Davíd” (assim, com acento e sem sobrenome), funciona como guia espiritual e vidente pessoal do líder opositor Juan Guaidó, e aponta o seu pupilo como “o escolhido pelos ancestrais para libertar a Venezuela”.

Bolsonaro e Juan Guaidó,(Foto: Antonio Cruz/Agência Brasil)

Uma reportagem recentemente publicada pela revista The New Yorker traz um longo perfil do deputado venezuelano Juan Guaidó, que se autoproclamou presidente da Venezuela em janeiro deste ano.

A matéria realizada pelo reconhecido jornalista e escritor Jon Lee Anderson busca fazer um relato de como é a vida de Guaidó, descrito como o homem que desafiou a legitimidade do mandato de Nicolás Maduro.

Em meio à descrição do clima político venezuelano, salpicado pelos detalhes sobre como Guaidó se ergueu como atual referência da oposição e o que o levou a impulsar a estratégia para derrubar Maduro, o texto de Anderson revela uma questão que aproxima o líder golpista com o presidente brasileiro Jair Bolsonaro: Juan Guaidó também é assessorado por um astrólogo.

Porém, diferente da relação entre Bolsonaro e Olavo de Carvalho, o astrólogo de Guaidó (quem a reportagem menciona somente como “Davíd”, com acento e sem sobrenome) não parece funcionar como estrategista político e filosófico, e sim como guia espiritual e vidente pessoal.

Na passagem em que relata a relação de Guaidó com Davíd, Anderson mostra como o astrólogo se esforça por estabelecer um parentesco de seu pupilo com um mítico líder indígena venezuelano, razão pela qual o guru o aponta como “o escolhido pelos ancestrais para libertar a Venezuela”.

Em outro momento do encontro de Anderson com Davíd e Guaidó, que aconteceu em uma praia da costa caribenha da Venezuela, o jornalista conta algumas definições que o astrólogo tem sobre outras figuras envolvidas na problemática venezuelana: Maduro seria “o eixo do Mal” e os coletivos organizados que defendem o governo seriam “os representantes do diabo na Terra”, Hugo Chávez seria “a reencarnação de Simón Bolívar”, mas teria sido enganado por Maduro, enquanto Guaidó é “a reencarnação de Guaipaicuro”, um histórico líder indígena que lutou contra a colonização espanhola.

No caso de Donald Trump, Davíd chegou a fazer uma leitura de tarô, e previu que ele poderia conseguir sua reeleição em 2020, mas somente se tiver sucesso em “libertar a Venezuela”, e afirmou que o presidente estadunidense possui um karma e uma dificuldade em se expressar, além de se valer de metáfora ao menos curiosa: “ele é como o Maxwell Smart (o Agente 86 da antiga série de TV), faz tudo errado, mas no final dá tudo certo”.

Para ler a reportagem completa, em inglês, basta entrar neste link para a página da revista The New Yorker.


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum