Fórumcast, o podcast da Fórum
04 de junho de 2019, 15h29

Revista estadunidense revela que Guaidó também é assessorado por um astrólogo

Não é só Bolsonaro que tem um "guru"; conhecido somente como “Davíd” (assim, com acento e sem sobrenome), funciona como guia espiritual e vidente pessoal do líder opositor Juan Guaidó, e aponta o seu pupilo como “o escolhido pelos ancestrais para libertar a Venezuela”.

Bolsonaro e Guaidó - Foto: Antonio Cruz/Agência Brasil

Uma reportagem recentemente publicada pela revista The New Yorker traz um longo perfil do deputado venezuelano Juan Guaidó, que se autoproclamou presidente da Venezuela em janeiro deste ano.

A matéria realizada pelo reconhecido jornalista e escritor Jon Lee Anderson busca fazer um relato de como é a vida de Guaidó, descrito como o homem que desafiou a legitimidade do mandato de Nicolás Maduro.

Em meio à descrição do clima político venezuelano, salpicado pelos detalhes sobre como Guaidó se ergueu como atual referência da oposição e o que o levou a impulsar a estratégia para derrubar Maduro, o texto de Anderson revela uma questão que aproxima o líder golpista com o presidente brasileiro Jair Bolsonaro: Juan Guaidó também é assessorado por um astrólogo.

Porém, diferente da relação entre Bolsonaro e Olavo de Carvalho, o astrólogo de Guaidó (quem a reportagem menciona somente como “Davíd”, com acento e sem sobrenome) não parece funcionar como estrategista político e filosófico, e sim como guia espiritual e vidente pessoal.

Na passagem em que relata a relação de Guaidó com Davíd, Anderson mostra como o astrólogo se esforça por estabelecer um parentesco de seu pupilo com um mítico líder indígena venezuelano, razão pela qual o guru o aponta como “o escolhido pelos ancestrais para libertar a Venezuela”.

Em outro momento do encontro de Anderson com Davíd e Guaidó, que aconteceu em uma praia da costa caribenha da Venezuela, o jornalista conta algumas definições que o astrólogo tem sobre outras figuras envolvidas na problemática venezuelana: Maduro seria “o eixo do Mal” e os coletivos organizados que defendem o governo seriam “os representantes do diabo na Terra”, Hugo Chávez seria “a reencarnação de Simón Bolívar”, mas teria sido enganado por Maduro, enquanto Guaidó é “a reencarnação de Guaipaicuro”, um histórico líder indígena que lutou contra a colonização espanhola.

No caso de Donald Trump, Davíd chegou a fazer uma leitura de tarô, e previu que ele poderia conseguir sua reeleição em 2020, mas somente se tiver sucesso em “libertar a Venezuela”, e afirmou que o presidente estadunidense possui um karma e uma dificuldade em se expressar, além de se valer de metáfora ao menos curiosa: “ele é como o Maxwell Smart (o Agente 86 da antiga série de TV), faz tudo errado, mas no final dá tudo certo”.

Para ler a reportagem completa, em inglês, basta entrar neste link para a página da revista The New Yorker.


Você pode fazer o jornalismo da Fórum ser cada vez melhor

A Fórum nunca foi tão lida como atualmente. Ao mesmo tempo nunca publicou tanto conteúdo original e trabalhou com tantos colaboradores e colunistas. Ou seja, nossos recordes mensais de audiência são frutos de um enorme esforço para fazer um jornalismo posicionado a favor dos direitos, da democracia e dos movimentos sociais, mas que não seja panfletário e de baixa qualidade. Prezamos nossa credibilidade. Mesmo com todo esse sucesso não estamos satisfeitos.

Queremos melhorar nossa qualidade editorial e alcançar cada vez mais gente. Para isso precisamos de um número maior de sócios, que é a forma que encontramos para bancar parte do nosso projeto. Sócios já recebem uma newsletter exclusiva todas as manhãs e em julho terão uma área exclusiva.

Fique sócio e faça parte desta caminhada para que ela se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie a Fórum