Fórum Educação
02 de abril de 2020, 14h11

Rússia acusa EUA de tentarem usar pandemia para promover golpe de Estado na Venezuela

Maria Zakharova, porta-voz do Ministério de Relações Exteriores da Rússia, emitiu declaração horas depois de anúncio do Pentágono de que está deslocando tropas em direção ao território venezuelano

A porta-voz do Ministério de Relações Exteriores da Rússia, Maria Zakharova (Foto: Sputnik / Vladimir Astapkovich)

A estratégia dos Estados Unidos de aproveitar a pandemia do coronavírus para avançar com sua estratégia de derrubar o governo de Nicolás Maduro na Venezuela não é vista com bons olhos pela Rússia, que deixou claro sua posição, em declaração feita hoje pela porta-voz do Ministério de Relações Exteriores do país, Maria Zakharova.

“Alguns países parecem estar sendo guiados pela situação política, pelo desejo de tirar proveito da difícil situação epidemiológica no mundo e na Venezuela”, disse Zakharova, em clara alusão ao anúncio feito pelo Pentágono nesta quarta-feira (1), de que enviará frotas às regiões próximas ao território venezuelano, com o objetivo de “lutar contra o narcotráfico”.

Também segundo Zakharova, “a ideia de um golpe que levaria à remoção do presidente legítimo do país (Nicolás Maduro) permanece na mente de algumas forças políticas do Ocidente”. As declarações da porta-voz também acontecem dois dias depois que o secretário de Estado dos Estados Unidos, Mike Pompeo, apresentou uma proposta para formar um “governo de transição” na Venezuela.

A Rússia também criticou a postura do FMI (Fundo Monetário Internacional) que se recusou a conceder ao governo de Nicolás Maduro uma assistência financeira que seria usada em medidas de combate ao coronavírus. “Acreditamos que devemos pensar no povo da Venezuela e em como podemos ajudar a sair da catástrofe humanitária, concluiu Zakharova.


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum