Fórumcast, o podcast da Fórum
25 de junho de 2019, 14h04

Rússia, Israel e Estados Unidos anunciam acordo sobre as questões relativas à Síria

Altos representantes dos três países se reuniram em Jerusalém para discutir a situação do país árabe. O encontro também abordou outras temáticas que produzem tensão no Oriente Médio, como a crise entre Estados Unidos e Irã, iniciada após o ataque a um drone, na semana passada.

Benjamin Netanyahu e os junto com os representantes para assuntos geopolíticos de Israel, Estados Unidos e Rússia (Foto: reprodução Youtube)

Os responsáveis pela Segurança Nacional de Israel, Meir Ben-Shabbat, da Rússia, Nikolay Patrushev, e dos Estados Unidos, John Bolton, realizaram um encontro em Jerusalém, nesta terça-feira (25), para debater sobre acordos em questões relacionadas com a situação da Síria.

Inscreva-se no nosso Canal do YouTube, ative o sininho e passe a assistir ao nosso conteúdo exclusivo

Patrushev disse que seu país concorda com o governo israelense a respeito da necessidade de que, pelo bem da região, a Síria seja um país seguro e de paz, porém, também afirmou que essa situação só pode ser alcançada através da consolidação da soberania e da integridade territorial do país árabe.

Por sua parte, o Assessor Especial da Casa Branca para assuntos de Segurança, John Bolton, mostrou uma disposição para chegar a um acordo sobre a Síria que, segundo analistas, deixa claro que a prioridade dos Estados Unidos agora é a questão do Irã.

Tanto que até mesmo as declarações de Bolton à imprensa praticamente ignoraram o tema principal da reunião e se enfocaram no inimigo da vez.

“O presidente Trump abriu as portas para negociações reais, para eliminar completa e verificadamente o programa de armas nucleares do Irã, tudo o que o Irã precisa fazer é atravessar essa porta aberta, e esperamos que prefira isso”, afirmou o assessor, embora seus ditos se contradigam com o fato de que a crise com o país dos aiatolás começou com a decisão de Trump de se retirar do acordo nuclear entre os Estados Unidos, a União Europeia e o Irã, estabelecido em 2016.


Você pode fazer o jornalismo da Fórum ser cada vez melhor

A Fórum nunca foi tão lida como atualmente. Ao mesmo tempo nunca publicou tanto conteúdo original e trabalhou com tantos colaboradores e colunistas. Ou seja, nossos recordes mensais de audiência são frutos de um enorme esforço para fazer um jornalismo posicionado a favor dos direitos, da democracia e dos movimentos sociais, mas que não seja panfletário e de baixa qualidade. Prezamos nossa credibilidade. Mesmo com todo esse sucesso não estamos satisfeitos.

Queremos melhorar nossa qualidade editorial e alcançar cada vez mais gente. Para isso precisamos de um número maior de sócios, que é a forma que encontramos para bancar parte do nosso projeto. Sócios já recebem uma newsletter exclusiva todas as manhãs e em julho terão uma área exclusiva.

Fique sócio e faça parte desta caminhada para que ela se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie a Fórum