Seja #sóciofórum. Clique aqui e saiba como
27 de outubro de 2019, 20h26

Sebastián Piñera decreta fim do estado de emergência no Chile

Medida do presidente chileno revela seu enfraquecimento depois da grande marcha de sexta-feira (25), que levou mais de 1 milhão de pessoas às ruas da capital do país

Sebastián Piñera (Foto: José Cruz/Agência Brasil)

O presidente do Chile, Sebastián Piñera, assinou neste domingo (27) o fim do estado de emergência no país. A medida teve início em 19 de outubro e deixa de valer a partir da meia noite de segunda-feira (28).

No sábado (26), o presidente chileno já havia mencionado que o estado de emergência estava em seus dias finais. Piñera também revelou que pediria a renúncia de todos os seus ministros, “para poder enfrentar estas novas demandas e estarmos preparados para os novos tempos”, disse. Declaração foi feita durante transmissão ao vivo em suas redes sociais.

Piñera havia decretado estado de emergência em Santiago e diversas outras cidades do Chile depois que se iniciou a onda de protestos no país, deixando 20 mortos por conta da truculência policial em reprimir as mobilizações.

Na sexta-feira (25), cerca de um milhão de pessoas foram às ruas da capital Santiago para protestar contra o governo, configurando na maior manifestação popular desde a redemocratização no país, segundo a imprensa local. Os manifestantes lotaram as ruas da cidade pleiteando contra Piñera, a desigualdade social e o sistema neoliberal que vigora no país.


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum