quarta-feira, 23 set 2020
Publicidade

Segundo o Bank of America, a recessão já chegou aos EUA

O Bank of America, uma das maiores empresas financeiras dos Estados Unidos, lançou um comunicado nesta quinta-feira (19) no qual afirma que a economia do país “entrou oficialmente em uma recessão”.

No texto, enviado aos investidores e assinado pela economista Michelle Meyer, a entidade reiterou que esta é uma “queda profunda” nas atividades econômicas e, portanto, os Estados Unidos “se unem ao resto do mundo” na crise desencadeada pelo surto de coronavírus.

A entidade espera que a economia dos Estados Unidos “entre em colapso” no segundo trimestre de 2020, e diminua 12%. Também acredita que o PIB sofrerá uma contração de 0,8% neste ano.

Por outro lado, o Bank of America considera que o mercado de trabalho será um dos setores mais afetados, e os números de desemprego poderia dobrar. Estima-se que a “magnitude do choque econômico” resulte em perda de aproximadamente um milhão de empregos por mês, desde o segundo trimestre, totalizando 3,5 milhões.

No entanto, a empresa também prevê que a recessão não durará muito. “Apesar de o declínio ser severo, acreditamos que será bastante curto”, acrescentou Meyer. Aparentemente, o pior mês será abril e, desde então, será registrado um crescimento “muito lento”, alcançando condições mais favoráveis ​​em julho.

Redação
Redação
Direto da Redação da Revista Fórum.