sábado, 24 out 2020
Publicidade

Sem aceitar a derrota, Juan Guaidó invade Congresso da Venezuela com grupo de apoiadores

A disputa pelo controle da Assembleia Nacional da Venezuela parece ainda não ter terminado, ou ao menos é o que pensa o deputado Juan Guaidó, que perdeu o cargo de presidente do Legislativo no domingo (5), após se recusar a participar da sessão que escolheu o novo presidente, apesar de estar autorizado para tal. Na ocasião, o líder opositor realizou uma encenação, tentando mostrar que havia sido barrado pela segurança, o que ficou comprovado depois que era falso, segundo vídeos difundidos por jornalistas venezuelanos.

Nesta terça-feira (7), Guaidó realizou uma nova investida e invadiu o edifício da Assembleia com uma comitiva formada por deputados do seu setor político, jornalistas e cidadãos que o apoiam. Segundo ele, sua comitiva conta com 100 deputados, mas não há uma lista de nomes que confirme tal adesão.

Um vídeo publicado por ele no início da tarde, mostra como seu grupo arromba uma porta do prédio da Assembleia, apesar de alguma resistência da Guarda Nacional Bolivariana. No entanto, não há certeza sobre que setor do edifício era aquele:

No mesmo momento, alguns dos deputados do seu grupo já estavam dentro da Assembleia, mas não em suas respectivas cadeiras no plenário, mas sim no palco reservado para a imprensa, de onde gritavam impropérios para aos seus colegas, especialmente os dos setores de direita que abandonaram Guaidó e elegeram o deputado Luis Parra como novo presidente do Poder Legislativo. O vídeo desse momento foi gravado pela jornalista venezuelana Madelein García, do canal TeleSur:

Victor Farinelli
Victor Farinelli
Jornalista formado pela Universidade Católica de Santos, há 15 anos é correspondente na Argentina (2004 e 2005) e no Chile (desde 2006).