Seja #sóciofórum. Clique aqui e saiba como
29 de Maio de 2019, 19h56

Sem maioria para Netanyahu, Israel convoca novas eleições pela primeira vez

Parlamento israelense convoca novas eleições gerais para setembro após fracasso de coalizão capitaneada pelo primeiro-ministro Benjamin Netanyahu

Foto: Kjetil Elsebutangen, UD

Em votação realizada nesta quarta-feira (29), o Parlamento de Israel aprovou moção apresentada pelo partido do primeiro-ministro Benjamin Netanyahu, o Likud, para a realização de novas eleições gerais pela primeira vez em 71 anos.

Depois de perder cadeiras no Parlamento israelense, Netanyahu ficou sem a maioria necessária para a formação de um novo governo. O atual primeiro-ministro esperava conseguir costurar uma aliança com os partidos de direita e extrema-direita, mas teve seu acordo estremecido por um racha na sua base.

A causa do rompimento é a proposição de uma lei por parte do ex-ministro de Defesa, Avigdor Lieberman, que obriga jovens judeus ortodoxos a participarem do serviço militar obrigatório no país. Tal medida dividiu militares e ortodoxos.

Segundo o jornal Times of Israel, Netanyahu – que completou 10 anos como premiê em 2019 – tentou costurar uma coalizão até o último instante e chegou até mesmo a oferecer ministérios para o Partido Trabalhista, de centro-esquerda, em troca do apoio para a consagração de mais um mandato.

Sem acordo, o Parlamento foi dissolvido e novas eleições gerais foram convocadas para o dia 17 de setembro.

 


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum