Ouça o Fórumcast, o podcast da Fórum
13 de novembro de 2019, 11h17

Senador denuncia: governo Bolsonaro orquestrou invasão da embaixada da Venezuela

Telmario Mota afirma que foi impedido de entrar na Embaixada da Venezuela pelo Itamaraty

Foto: Reprodução

De acordo com denúncia do senador Telmário Mota (PROS-RR), que é presidente da subcomissão de Relações Exteriores do Senado do Parlamento que trata da crise venezuelana, o Itamaraty controla neste momento quem entra e quem sai da Embaixada da Venezuela:

“Eu fui chamado por membros da Embaixada para dialogar, buscar um entendimento. Ao chegar lá, eu fui impedido de entrar pelo ministério das Relações Exteriores. Como assim? Desde quando o ministério das Relações Exteriores vai controlar quem entra e quem sai de uma Embaixada que é território de um outro país?”

Para o senador, que gravou vídeo em suas redes sociais nesta quarta-feira (13), a atitude demonstra que a invasão foi orquestrada pelo governo brasileiro.

Invasão

A Embaixada da Venezuela em Brasília foi invadida na manhã desta quarta-feira. O encarregado de negócios da Venezuela divulgou áudio em que pede ajuda dos movimentos sociais e dos partidos políticos. “O território venezuelano está sendo invadido”, disse, em áudio divulgado pela rede social

Ana Prestes, colaboradora da revista Fórum, está na embaixada. Representantes de partidos progressistas e movimentos sociais estão se dirigindo ao local.

Em nota emitida na manhã desta terça-feira (13), Maria Teresa Belandria Expósito, que foi designada como “embaixadora” pelo autoproclamado presidente Juan Guaidó, que é reconhecido pelo governo Jair Bolsonaro, emitiu nota dizendo que funcionários da embaixada teriam aberto as portas para “entregar voluntariamente a sede diplomática a representação legitimamente reconhecida pelo Brasil”.

Dudão apoia invasão

O deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL-SP) foi às redes sociais na manhã desta quarta-feira para apoiar a invasão da Embaixada da Venezuela em Brasília por um grupo de 20 apoiadores de Juan Guaidó, presidente autoproclamado da Venezuela que é reconhecido pelo governo Jair Bolsonaro.

“Nunca entendia essa situação. Se o Brasil reconhece Guaidó como presidente da Venezuela por que a embaixadora Maria Teresa Belandria, indicada por ele, não estava fisicamente na embaixada? Ao que parece agora está sendo feito o certo, o justo”, escreveu o filho do presidente.

Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum