sexta-feira, 25 set 2020
Publicidade

Senador denuncia: governo Bolsonaro orquestrou invasão da embaixada da Venezuela

De acordo com denúncia do senador Telmário Mota (PROS-RR), que é presidente da subcomissão de Relações Exteriores do Senado do Parlamento que trata da crise venezuelana, o Itamaraty controla neste momento quem entra e quem sai da Embaixada da Venezuela:

“Eu fui chamado por membros da Embaixada para dialogar, buscar um entendimento. Ao chegar lá, eu fui impedido de entrar pelo ministério das Relações Exteriores. Como assim? Desde quando o ministério das Relações Exteriores vai controlar quem entra e quem sai de uma Embaixada que é território de um outro país?”

Para o senador, que gravou vídeo em suas redes sociais nesta quarta-feira (13), a atitude demonstra que a invasão foi orquestrada pelo governo brasileiro.

Invasão

A Embaixada da Venezuela em Brasília foi invadida na manhã desta quarta-feira. O encarregado de negócios da Venezuela divulgou áudio em que pede ajuda dos movimentos sociais e dos partidos políticos. “O território venezuelano está sendo invadido”, disse, em áudio divulgado pela rede social

Ana Prestes, colaboradora da revista Fórum, está na embaixada. Representantes de partidos progressistas e movimentos sociais estão se dirigindo ao local.

Em nota emitida na manhã desta terça-feira (13), Maria Teresa Belandria Expósito, que foi designada como “embaixadora” pelo autoproclamado presidente Juan Guaidó, que é reconhecido pelo governo Jair Bolsonaro, emitiu nota dizendo que funcionários da embaixada teriam aberto as portas para “entregar voluntariamente a sede diplomática a representação legitimamente reconhecida pelo Brasil”.

Dudão apoia invasão

O deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL-SP) foi às redes sociais na manhã desta quarta-feira para apoiar a invasão da Embaixada da Venezuela em Brasília por um grupo de 20 apoiadores de Juan Guaidó, presidente autoproclamado da Venezuela que é reconhecido pelo governo Jair Bolsonaro.

“Nunca entendia essa situação. Se o Brasil reconhece Guaidó como presidente da Venezuela por que a embaixadora Maria Teresa Belandria, indicada por ele, não estava fisicamente na embaixada? Ao que parece agora está sendo feito o certo, o justo”, escreveu o filho do presidente.
Redação
Redação
Direto da Redação da Revista Fórum.