Seja #sóciofórum. Clique aqui e saiba como
01 de janeiro de 2020, 13h38

The Guardian faz balanço negativo sobre primeiro ano de governo Bolsonaro

O texto traz entrevistas com seis nomes da arte, imprensa e diplomacia brasileira, mostrando os ataques do presidente aos "cineastas, jornalistas e ao meio ambiente"

The Guardian em reportagem especial sobre primeiro ano de governo Bolsonaro (Foto: Reprodução/The Guardian)

O jornal britânico The Guardian, uma das maiores referências internacionais, publicou uma reportagem especial nesta quarta-feira () destacando os retrocessos do governo de Jair Bolsonaro ao Brasil em seu primeiro ano de mandato. O texto traz entrevistas com seis nomes da arte, imprensa e diplomacia.

“Nesses 12 meses, Jair Bolsonaro – que é abertamente homofóbico e aliado ao extremismo religioso no Brasil – declarou guerra aos cineastas, jornalistas e ao meio ambiente; colocou um teórico da conspiração encarregado das relações exteriores e iluminou uma nova era de repressão policial e destruição da floresta tropical”, diz a reportagem.

As seis figuras ouvidas pelo jornal são: a filósofa Djamila Ribeiro; a jornalista Patrícia Campos Mello, da Folha de S. Paulo; o diplomata e ex-chanceler Celso Amorim; o ex-ministro de Bolsonaro, Gustavo Bebianno; o militante indígena, Davi Kopenawa, e a atriz Karine Teles.

Djamila disse ao jornal que “foi um ano muito difícil, sobretudo quando se trata de segurança pública. Sentimos muito medo do aumento da repressão sobre a população negra e da crescente militarização das favelas. O número de negros assassinados em comunidades pobres aumentou, assim como o número de líderes indígenas mortos”, resumiu.

 


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum