sábado, 19 set 2020
Publicidade

Tribunal Supremo Eleitoral da Bolívia define data para novas eleições gerais no país

Por Opera Mundi 

O Tribunal Supremo Eleitoral (TSE) da Bolívia definiu na noite desta sexta-feira (03) a data das novas eleições gerais no país que irá eleger o novo presidente e substituir a eleição anulada de 20 de outubro.

O pleito foi marcado para 3 de maio, onde os bolivianos, além de votarem em um novo presidente, vão eleger deputados para a Assembleia Legislativa.

Leia também
Partido de Evo Moralles lidera disputa na Bolívia mesmo sem ter candidato

“Na segunda-feira, tudo será publicado [e as eleições serão] no primeiro domingo de maio, somente até aqui que posso adiantar”, disse Oscar Hassenteufel, um dos membros do TSE em breve conversa com repórteres na cidade de Sucre, informou a mídia local.

Após o golpe de Estado que culminou na renúncia do ex-presidente Evo Morales, exilado na Argentina, em 10 de novembro e a autoproclamada presidente de Jeanine Áñez assumir a presidência do país, os partidos representados no parlamento concordaram em cancelar as eleições de outubro e convocar uma nova votação geral no menor tempo possível.

Em execução desse acordo, o parlamento nomeou um novo TSE, que concedeu até 6 de janeiro para emitir o chamado para eleições, que deve ser realizado o mais tardar 120 dias depois.

Um eventual segundo turno aconteceria até 45 dias após a votação de 3 de maio, de acordo com a atual lei eleitoral.

Redação
Redação
Direto da Redação da Revista Fórum.