terça-feira, 27 out 2020
Publicidade

Twitter penaliza perfil da campanha de Trump por vídeo sobre filho de Biden

Plataforma considerou que a publicação violou suas regras relativas à difusão de informações privadas, já que revelava dados pessoais de Hunter Biden

Nesta quinta-feira (15), o Twitter aplicou uma punição temporária ao perfil Team Trump, conta oficial da campanha à reeleição do atual presidente dos Estados Unidos, Donald Trump. A conta ficou algumas horas fora do ar.

O motivo do castigo foi a publicação de um vídeo sobre Hunter Biden, filho do seu principal adversário eleitoral, Joe Biden, no qual faz denúncias sobre seus supostos negócios com empresas energéticas da Ucrânia. Porém, a plataforma considera que o vídeo revelava dados pessoais de Hunter, o que fere as regras da rede social no que diz respeito a informações privadas.

Obviamente, o vídeo também continha ataques a Joe Biden, afirmando que o candidato teria se encontrado com um consultor ucraniano para fazer lobby para a empresa do filho. “Joe Biden é um mentiroso que vem enganando nosso país há anos”, afirmou uma gravação de um suposto informante, que é usada na peça publicitária.

Segundo um comunicado do Twitter, as mensagens veiculadas nos tuítes “não podem revelar ou manipular informações privadas de outras pessoas, sem uma autorização expressa da mesma”.

O próprio presidente estadunidense reagiu à decisão, prometendo processar o Twitter por essa situação. “Tudo vai acabar em grande demanda. E há coisas que podem acontecer que são muito sérias e que eu preferiria que não acontecesse. Mas provavelmente tem que acontecer”, comentou Trump.

Victor Farinelli
Victor Farinelli
Jornalista formado pela Universidade Católica de Santos, há 15 anos é correspondente na Argentina (2004 e 2005) e no Chile (desde 2006).