Seja #sóciofórum. Clique aqui e saiba como
23 de outubro de 2019, 20h53

Vídeo emocionante: Uma cantora lírica transforma a luta no Chile em pura poesia

Um vídeo que circula nas redes sociais mostra uma visão panorâmica noturna da cidade praticamente vazia, em função do toque de recolher imposto por Sebastián Piñera; ao fundo, a voz de uma cantora lírica interpretando a canção “El Cigarrito”, de Victor Jara

Foto: Fech/Divulgação

Não é só de violência militar e policial contra o povo que os chilenos vivem nos últimos dias, após a série de protestos nas ruas do país, inicialmente contra o aumento na passagem do metrô, e depois por mudanças gerais na condução das políticas governamentais.

A luta do povo chileno também pode ser traduzida em poesia. Um vídeo que circula nas redes sociais mostra uma visão panorâmica noturna e a cidade praticamente vazia, em função do toque de recolher imposto pelo presidente Sebastián Piñera.

No rastro do crime ambiental nas parias do Nordeste: Ajude a Revista Fórum a mergulhar na realidade dessa grande tragédia

Ao fundo, a voz de uma cantora lírica invade o espaço, interpretando a canção “El Cigarrito”, de Victor Jara, poeta, cantor e ativista chileno.

Ao final, a vizinhança emocionada, que acompanha a audição, explode em uma grande ovação.

Enquanto isso, em contraste com o momento, a TV local mostra imagens de saques e barricadas para intimidar a população, que apenas luta por cidadania e por um país melhor.

Assassinado

Victor Jara é um dos nomes mais importantes da cultura do Chile. Além de poeta, cantor e ativista político, foi professor, diretor de teatro e compositor. Lutou bravamente contra a ditadura sangrenta de Augusto Pinochet.

Após sofrer várias formas de tortura, Jara tombou crivado de 44 balas em 15 de setembro de 1973, poucos dias após o golpe militar de Pinochet. Sua morte ocorreu no Estádio Nacional, em Santiago, que depois do golpe militar foi usado como centro de detenção e tortura. Os restos mortais do cantor, cujo assassinato se converteu em um dos símbolos contra a ditadura pinochetista (1973-1990), estão no Cemitério Geral de Santiago.

Veja a letra da canção “El Cigarrito”:

Voy a hacerme un cigarrito,
acaso tengo tabaco,
si no tengo de ‘onde saco,
lo mas cierto es que no pitoAyayay me querís,
ayayai me querís,
Ayayayi

Voy a hacerme un cigarrito
con mi bolsa tabaquera,
lo fumo, botó la cola,
y recójala el que quiera

Ayayay me querís,
ayayai me queris
Ayayay

Cuando amanezo con frío.

prendo un cigarro de a vara,
y me caliento la cara,
con el cigarro encendidoAyayay me querís,
ayayai me queris
Ayayay

Assista ao vídeo:


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum