Virtual presidenciável em 2022, Luciano Huck negocia com operador de fake news de Macri

Marcos Peña esteve no Rio de Janeiro para participar de reunião com apresentador e, em seguida, foi a São Paulo conversar com profissionais em redes sociais que atuam para Huck

Luciano Huck, virtual candidato à presidência em 2022, já está de olho em sua campanha eleitoral. O apresentador da Rede Globo negocia com Marcos Peña, considerado o operador de fake news na equipe do ex-presidente argentino Mauricio Macri.

Hás duas semanas, Peña esteve no Rio de Janeiro para participar de reunião com Huck e, em seguida, foi a São Paulo conversar com dois profissionais em redes sociais que atuam para o apresentador, de acordo com informações da colunista Thaís Oyama, no UOL.

Na eleição argentina, em 2015, Macri foi eleito com somente 1,5% de vantagem e, segundo o jornalista Rogério Tomaz Jr., por causa das fake news propagadas por Peña contra a então presidenta Cristina Kirchner, que lançou, à época, Daniel Scioli como candidato.

Tomaz usou o Twitter para comentar a atuação de Peña na campanha argentina:

“Macri foi eleito com 1,5% de vantagem graças a uma fake news monstruosa contra Aníbal Fernandez, que foi acusado pelo Clarin de ser narcotraficante”, postou.

“Operador de trolls”

“Aníbal era braço direito de Cristina Kirchner e candidato a governador na província de Buenos Aires. Dá pra mostrar matematicamente que Macri venceu a eleição por causa desta província. Marcos Peña, o suposto “mago”, era só o operador dos trolls no gabinete do ódio de Macri”, acrescentou.

“O verdadeiro estrategista da campanha de Macri em 2015 se chama Jaime Durán Barba (foto), equatoriano. Mas estamos torcendo para o Huck acertar com o Peña! PS: A Cambridge Analytica (parceira do Steve Bannon) trabalhou na eleição da Argentina de 2015. Adivinhem pra quem…”, completou o jornalista.

Avatar de Lucas Vasques

Lucas Vasques

Jornalista e redator da Revista Fórum.

Em 2021, escolha a Fórum.

Fazer jornalismo comprometido com os direitos humanos e uma perspectiva de justiça social exige apoio dos leitores. Porque se depender do mercado e da publicidade oficial de governos liberais esses projetos serão eliminados. Eles têm lado e sabem muito bem quem devem apoiar.

Por isso, neste momento que você está renovando suas escolhas e está pensando em qual site apoiar, que tal escolher a Fórum?

Se fizer isso, além de garantir tranquilidade para o nosso trabalho, você terá descontos de no mínimo 50% nos cursos que já temos em nossa plataforma do Fórum Educação.

Renato Rovai
Editor da Revista Fórum

APOIAR