Vulcão entra em erupção em La Palma, nas Ilhas Canárias; veja vídeos

Especialistas descartam possibilidade de tsunami no Brasil provocada pelo vulcão

 O vulcão Cumbre Vieja, em La Palma, nas Ilhas Canárias, entrou em erupção neste domingo (19). O vulcão tem aumentado sua atividade sísmica nos últimos dias e teve a primeira erupção às 11h12, horário de Brasília.

O evento mobilizou o governo espanhol. O presidente Pedro Sánchez foi às Ilhas Canárias acompanhar a situação. O complexo vulcânico de Cumbre Vieja não entra em erupção desde 1971.

O vulcão de La Palma é o único no mundo capaz de gerar impactos no Brasil caso apresente uma erupção explosiva, o que parece distante de ocorrer. Segundo o especialistas da Rede Sismográfica Brasileira ouvidos pelo portal MetSul, é baixa a chance de um tsunami emergir no Brasil como reflexo.

“Esse assunto foi discutido na mídia uns 20 ou 30 anos atrás quando foi publicado um trabalho de geólogos norte-americanos sobre a possibilidade de desabamento de uma parte da ilha provocar um tsunami no Brasil. Na época, a conclusão foi de que a probabilidade de que o deslizamento fosse suficientemente grande para provocar um tsunami perigoso era muito pequena”, disse Marcelo Assumpção, professor do Instituto de Astronomia, Geofísica e Ciências Atmosféricas (IAG/USP).

Para que um tsunami chegasse no Brasil seria necessária uma atividade vulcânica excepcional para derrubar uma parte da Ilha e provocar um deslizamento gigantesco em direção ao mar. Pesquisadores apontam que as atividades registradas até o momento são normais.

Com informaçoes de Uol, MetSul e Agencia Brasil

Veja vídeo da erupção do vulcão

Publicidade
Avatar de Lucas Rocha

Lucas Rocha

Lucas Rocha é formado em jornalismo pela Escola de Comunicação da UFRJ e cursa mestrado em Políticas Públicas na FLACSO Brasil. Carioca, apaixonado por carnaval e pela América Latina, é repórter da sucursal do Rio de Janeiro da Revista Fórum e apresentador do programa Fórum Global

Você pode estar junto nesta luta

Fórum é um dos meios de comunicação mais importantes da história da mídia alternativa brasileira e latino-americana. Fazemos jornalismo há 20 anos com compromisso social. Nascemos no Fórum Social Mundial de 2001. Somos parte da resistência contra o neoliberalismo. Você pode fazer parte desta história apoiando nosso jornalismo.

APOIAR