Imprensa livre e independente
20 de fevereiro de 2019, 18h19

GloboNews assume defesa da “nova previdência” e faz propaganda explícita pela reforma

Postura da emissora não levou em consideração o áudio no qual Bolsonaro chama a Globo de “inimiga”. Ao contrário, aderiu completamente ao projeto do governo

Foto: Reprodução/GloboNews
A GloboNews, definitivamente, assumiu em sua linha editorial a defesa da proposta de reforma da Previdência encaminhada ao Congresso pela equipe econômica de Jair Bolsonaro. Durante toda sua programação, desde a manhã desta quarta-feira (20), as reportagens e comentários abordaram a “necessidade” e a “importância” da “nova previdência”, nome usado na campanha do governo. O noticiário da emissora jornalística a cabo, pertencente à Rede Globo, quase “esqueceu” uma das regras básicas do jornalismo, ou seja, ouvir o contraditório. Ao longo da programação, poucos parlamentares da oposição foram ouvidos para emitir opiniões contrárias à proposta de reforma. A postura da emissora,...

A GloboNews, definitivamente, assumiu em sua linha editorial a defesa da proposta de reforma da Previdência encaminhada ao Congresso pela equipe econômica de Jair Bolsonaro. Durante toda sua programação, desde a manhã desta quarta-feira (20), as reportagens e comentários abordaram a “necessidade” e a “importância” da “nova previdência”, nome usado na campanha do governo.

O noticiário da emissora jornalística a cabo, pertencente à Rede Globo, quase “esqueceu” uma das regras básicas do jornalismo, ou seja, ouvir o contraditório. Ao longo da programação, poucos parlamentares da oposição foram ouvidos para emitir opiniões contrárias à proposta de reforma.

A postura da emissora, inclusive, não levou em consideração o áudio, divulgado nesta terça-feira (19), no qual Bolsonaro é claro ao chamar a Globo de “inimiga”. Ao contrário disso, pelo menos nesse episódio, aderiu completamente ao projeto do governo.

O fato também sinaliza que o governo está dividido, uma parte mais ligada ao mercado, que tem no ministro da Economia, Paulo Guedes, seu símbolo maior, e outra parte ligada a outros interesses.

Veja também:  Ao comentar notícia de Jean Wyllys, Eduardo Bolsonaro faz comentário homofóbico sobre Glenn Greenwald

Governadores

Um dos exemplos claros da proposta editorial da GloboNews é o fato de que o governador de São Paulo, João Doria (PSDB), um dos poucos mandatários estaduais favoráveis à reforma de Bolsonaro, foi entrevistado durante a tarde.

Em contrapartida, nada menos do que outros 25 governadores, que participaram de uma reunião com o ministro da Economia, Paulo Guedes, nesta quarta, exigem mudanças no texto.

“Da maneira que foi colocada ali, independentemente da crise que existe, posso garantir, com a experiência de 25 anos que tenho advogando para várias categorias, que aquela proposta não passa”, afirmou o governador do Distrito Federal, Ibaneis Rocha (MDB), depois do encontro. Sua ideia é liderar um grupo para apresentar uma contraproposta ao governo.

Nossa sucursal em Brasília já está em ação. A Fórum é o primeiro veículo a contratar jornalistas a partir de financiamento coletivo. E para continuar o trabalho precisamos do seu apoio. Saiba mais.

Você pode fazer o jornalismo da Fórum ser cada vez melhor

A Fórum nunca foi tão lida como atualmente. Ao mesmo tempo nunca publicou tanto conteúdo original e trabalhou com tantos colaboradores e colunistas. Ou seja, nossos recordes mensais de audiência são frutos de um enorme esforço para fazer um jornalismo posicionado a favor dos direitos, da democracia e dos movimentos sociais, mas que não seja panfletário e de baixa qualidade. Prezamos nossa credibilidade. Mesmo com todo esse sucesso não estamos satisfeitos.

Queremos melhorar nossa qualidade editorial e alcançar cada vez mais gente. Para isso precisamos de um número maior de sócios, que é a forma que encontramos para bancar parte do nosso projeto. Sócios já recebem uma newsletter exclusiva todas as manhãs e em julho terão uma área exclusiva.

Fique sócio e faça parte desta caminhada para que ela se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie a Fórum