Imprensa livre e independente
06 de julho de 2019, 14h16

Gloria Perez, novelista da Globo, comemora a volta do “Pavão Misterioso”

Novelista, que tem mais de 1,9 milhão de seguidores, repercutiu com entusiasmo a volta do perfil "Pavão Misterioso", conhecido por divulgar fake news e que neste sábado (6) publicou prints de supostas conversas de Glenn Greenwald, seu marido David Miranda e o jornalista Leandro Demori que teriam sido obtidas através de uma invasão hacker

Reprodução/YouTube
A novelista Gloria Perez, que escreveu novelas da Globo famosas como “Explode Coração”, “O Clone” e “Salve Jorge”, usou sua conta do Twitter neste sábado (6) para comemorar a volta do perfil “Pavão Misterioso”. Perez, que tem mais de 1,9 milhão de seguidores, reagiu com entusiasmo às publicações mais recentes da página “misteriosa”, que seria controlada pelo vereador Carlos Bolsonaro (PSC-RJ). “Uau! O sábado começou animado, com a volta do pavão!”, escreveu a novelista. Uau! O sábado começou animado, com a volta do pavão! 😀 — Gloria Perez (@gloriafperez) 6 de julho de 2019 Prints do pavão  O entusiasmo de...

A novelista Gloria Perez, que escreveu novelas da Globo famosas como “Explode Coração”, “O Clone” e “Salve Jorge”, usou sua conta do Twitter neste sábado (6) para comemorar a volta do perfil “Pavão Misterioso”.

Perez, que tem mais de 1,9 milhão de seguidores, reagiu com entusiasmo às publicações mais recentes da página “misteriosa”, que seria controlada pelo vereador Carlos Bolsonaro (PSC-RJ).

“Uau! O sábado começou animado, com a volta do pavão!”, escreveu a novelista.

Prints do pavão 

O entusiasmo de Gloria Perez se refere às publicações feitas mais cedo pela página em questão. Conhecida por divulgar fake news, a “Pavão Misterioso” reapareceu na manhã deste sábado com ataques ao jornalista Glenn Greenwald, editor do site The Intercept Brasil e responsável pela divulgação de conversas que desnudam a atuação do ministro Sérgio Moro na Lava Jato, e também ao seu marido, o deputado federal David Miranda (PSOL-RJ), além do ex-deputado federal Jean Wyllys e do jornalista Leandro Demori. O deputado Marcelo Freixo (PSOL-RJ) também é citado.

Veja também:  Porta-voz diz que governo tem pronta carta de apresentação de Eduardo Bolsonaro aos EUA

“Pois é Glenn, agora vamos dançar a sua música, já que vale invasão e informação anônima, saia dessa agora. Te pegamos, aliás, vc e seus capachos, tal qual vc é de Pierre, avançaram na escala humana de podridão. A nova corja, né Demori?”, diz o tuíte do perfil que acompanha o primeiro de uma série de prints que consistiriam em mensagens trocadas via Telegram que seriam comprometedoras para Greenwald, Miranda, Wyllys e Demori. Os supostos diálogos teriam sido obtidos através de uma invasão hacker ao celular do marido do editor do The Intercept Brasil.

O deputado federal David Miranda, que teria sido alvo dos supostos hackers, apontou, no entanto, contradições que indicam que as conversas foram, na verdade, forjadas.

“Galera eu sou carioca da gema! Não falo ‘mainha’, não Falo ‘Culhões’ não ousaria falar assim de crianças. O pessoal é muito burro mesmo! A máquina de produzir FAKE News está a todo vapor! Não vão conseguir nos intimidar, não vai parar as publicações”, tuitou Miranda.

Veja também:  Kennedy Alencar: "choro moça, sou homem que chora...."

Glenn Greenwald, por sua vez, retuitou a postagem do marido, complementando: “Como eu disse há algumas semanas é realmente insultante – quase ofensivo – que eles não consigam encontrar pessoas um pouco mais sofisticadas para criar essas falsificações para nos atacarem e, em vez disso, usar documentos forjados tão primitivos e ignorantes. É preguiçoso”.

Você pode fazer o jornalismo da Fórum ser cada vez melhor

A Fórum nunca foi tão lida como atualmente. Ao mesmo tempo nunca publicou tanto conteúdo original e trabalhou com tantos colaboradores e colunistas. Ou seja, nossos recordes mensais de audiência são frutos de um enorme esforço para fazer um jornalismo posicionado a favor dos direitos, da democracia e dos movimentos sociais, mas que não seja panfletário e de baixa qualidade. Prezamos nossa credibilidade. Mesmo com todo esse sucesso não estamos satisfeitos.

Queremos melhorar nossa qualidade editorial e alcançar cada vez mais gente. Para isso precisamos de um número maior de sócios, que é a forma que encontramos para bancar parte do nosso projeto. Sócios já recebem uma newsletter exclusiva todas as manhãs e em julho terão uma área exclusiva.

Fique sócio e faça parte desta caminhada para que ela se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie a Fórum