Imprensa livre e independente
26 de julho de 2018, 16h30

Governo do Reino Unido libera o uso medicinal da maconha

“Os medicamentos à base de cannabis estarão disponíveis mediante receita médica. Isso ajudará os pacientes com uma necessidade clínica excepcional”, diz Sajid Javid, secretário de estado

Foto: Wikimedia Commons Medicamentos à base de maconha estão liberados no Reino Unido, a partir desta quinta-feira (26).  Os remédios derivados da cannabis medicinal passam a ser comercializados no país até o final de 2018. A decisão foi divulgada por Sajid Javid, secretário de estado, e considerada um grande triunfo dos ativistas, segundo matéria de O Globo. “Seguindo o conselho de dois consultores independentes, tomei a decisão. Os medicamentos à base de cannabis estarão disponíveis mediante receita médica. Isso ajudará os pacientes com uma necessidade clínica excepcional”, anunciou Javid. O caso de um menino epiléptico de 12 anos, que teve...

Foto: Wikimedia Commons

Medicamentos à base de maconha estão liberados no Reino Unido, a partir desta quinta-feira (26).  Os remédios derivados da cannabis medicinal passam a ser comercializados no país até o final de 2018. A decisão foi divulgada por Sajid Javid, secretário de estado, e considerada um grande triunfo dos ativistas, segundo matéria de O Globo.

“Seguindo o conselho de dois consultores independentes, tomei a decisão. Os medicamentos à base de cannabis estarão disponíveis mediante receita médica. Isso ajudará os pacientes com uma necessidade clínica excepcional”, anunciou Javid.

O caso de um menino epiléptico de 12 anos, que teve seus medicamentos à base de maconha apreendidos pelo Ministério do Interior, provocou revolta. Depois da repercussão da história, o governo emitiu uma licença especial temporária, permitindo que a criança pudesse usar os remédios. O ministério também anunciou a revisão da situação da cannabis medicinal no país.

O Reino Unido considerava que a substância não continha valor terapêutico, antes da revisão feita pelo Ministério do Interior. Agora, o governo anunciou que a cannabis tem benefícios medicinais em certas circunstâncias.

Veja também:  Livro desvenda a face agrária de trajetória política de Fernando Henrique Cardoso

No entanto, possuir maconha sem prescrição médica ainda é ilegal no país. Pessoas pegas usando cannabis para utilização recreativa podem pegar penas que vão de multa de valor ilimitado até cinco anos de prisão, que podem chegar até a 14 para quem revende a droga.

Você pode fazer o jornalismo da Fórum ser cada vez melhor

A Fórum nunca foi tão lida como atualmente. Ao mesmo tempo nunca publicou tanto conteúdo original e trabalhou com tantos colaboradores e colunistas. Ou seja, nossos recordes mensais de audiência são frutos de um enorme esforço para fazer um jornalismo posicionado a favor dos direitos, da democracia e dos movimentos sociais, mas que não seja panfletário e de baixa qualidade. Prezamos nossa credibilidade. Mesmo com todo esse sucesso não estamos satisfeitos.

Queremos melhorar nossa qualidade editorial e alcançar cada vez mais gente. Para isso precisamos de um número maior de sócios, que é a forma que encontramos para bancar parte do nosso projeto. Sócios já recebem uma newsletter exclusiva todas as manhãs e em julho terão uma área exclusiva.

Fique sócio e faça parte desta caminhada para que ela se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie a Fórum