Blog do George Marques

direto do Congresso Nacional

25 de junho de 2019, 19h38

Greenwald: ”Vamos soltar áudio quando o material estiver publicado”

O jornalista foi confrontado pela deputada Carla Zambelli sobre a autenticidade das mensagens publicadas envolvendo Moro e Dallagnol: "Vai se arrepender muito de pedir", disse ele

Moro e Glenn Greenwald (Montagem)

Após ser desafiado pela deputada Carla Zambelli (PSL) a mostrar provas sobre a autenticidade das mensagens publicadas sobre Sérgio Moro e Deltan Dallagnol, o jornalista Glenn Greenwald, fundador do The Intercept Brasil, afirmou durante a audiência na Comissão de Direitos Humanos (CDH) da Câmara dos Deputados que divulgará áudios em breve. “Vamos soltar áudio quando o material estiver publicado e vai se arrepender muito de pedir”, respondeu à deputada.

“Abrimos o acesso ao material. Convidamos outros jornalistas de outras ideologias para reportar junto conosco. Todos os jornalistas concluíram que o material tem integridade total e não há sinal de que foi alterado”, respondeu o jornalista, reafirmando a autenticidade do conteúdo.

“Se não mostramos provas, por que outros jornais que apoiavam Moro o tempo todo leram as reportagens e disseram que ele deveria renunciar como ministro e que Deltan deve ser afastado? Se não mostramos evidências, por que todos os apoiadores o estão abandonando?”, questionou.

Ele ainda citou a reportagem da Folha de S.Paulo, publicada no domingo, como um trabalho conjunto com o The Intercept e disse que o conteúdo incluiu, além das mensagens, vídeos, áudios e documentos.

Veja também:  Rafinha Bastos para Bolsonaro: "Semana passada abriu as pernas pro Trump e agora critica Bruna Surfistinha?"

Durante a comissão, a ausência de Moro e a viagem aos EUA foi questionada. Greenwald mandou ainda uma mensagem para o ministro:

“Ninguém tem medo dessa tática. Temos uma redação cheia de jornalistas brasileiros que estão ouvindo essas ameaças e continuam reportando. É exatamente isso o que eles vão continuar fazendo. Se sou criminoso e cometi crimes graves, onde está sua evidência? Volto a repetir. Poderia sair a qualquer momento do país, mas não vou. Moro não tem evidência e esse país tem Constituição que garante a liberdade da imprensa”, disse.

Você pode fazer o jornalismo da Fórum ser cada vez melhor

A Fórum nunca foi tão lida como atualmente. Ao mesmo tempo nunca publicou tanto conteúdo original e trabalhou com tantos colaboradores e colunistas. Ou seja, nossos recordes mensais de audiência são frutos de um enorme esforço para fazer um jornalismo posicionado a favor dos direitos, da democracia e dos movimentos sociais, mas que não seja panfletário e de baixa qualidade. Prezamos nossa credibilidade. Mesmo com todo esse sucesso não estamos satisfeitos.

Queremos melhorar nossa qualidade editorial e alcançar cada vez mais gente. Para isso precisamos de um número maior de sócios, que é a forma que encontramos para bancar parte do nosso projeto. Sócios já recebem uma newsletter exclusiva todas as manhãs e em julho terão uma área exclusiva.

Fique sócio e faça parte desta caminhada para que ela se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie a Fórum