Imprensa livre e independente
04 de junho de 2018, 10h38

Gregório Duvivier se despede de sua coluna na Folha

O humorista, escritor e ator publicou sua coluna todas as segundas durante cinco anos, sem falhar uma única vez, segundo conta

O ator, escritor e humorista Gregório Duvivier se despediu da sua coluna semanal da Folha de S. Paulo nesta segunda-feira (4), após cinco anos colaborando com o jornal sem falhar nem um dia, segundo ele. A coluna de Duvivier sempre foi um sopro de bom humor e novidade no jornal. Ao tratar de diversos assuntos com um tom cáustico, sem papas na língua e com uma clara posição à esquerda, Duvivier defendeu direitos, posições, políticos e nunca foi, segundo ele próprio afirma, censurado pelo jornal. Quem lamentou a despedida da coluna foi a economista Laura Carvalho: Como lidar com essa...

O ator, escritor e humorista Gregório Duvivier se despediu da sua coluna semanal da Folha de S. Paulo nesta segunda-feira (4), após cinco anos colaborando com o jornal sem falhar nem um dia, segundo ele.

A coluna de Duvivier sempre foi um sopro de bom humor e novidade no jornal. Ao tratar de diversos assuntos com um tom cáustico, sem papas na língua e com uma clara posição à esquerda, Duvivier defendeu direitos, posições, políticos e nunca foi, segundo ele próprio afirma, censurado pelo jornal.

Quem lamentou a despedida da coluna foi a economista Laura Carvalho:

“Como lidar com essa despedida repentina do querido amigo @gduvivier das páginas da Folha? Minhas semanas começarão muito mais sem graça sem você, Greg.”

Na sua última coluna, intitulada “Vou dar uma voltinha e já volto”, Duvivier escreveu: “mandei, todas as vezes, alguma coisa –mesmo quando tive pedra nos rins, mesmo quando o Doria ganhou no primeiro turno, mesmo quando morreu a Marielle, mesmo quando faz três meses que o crime permanece sem solução”.

Veja também:  Folha de S.Paulo faz parceria com The Intercept e trará matérias comprovando autenticidade dos diálogos

Você pode fazer o jornalismo da Fórum ser cada vez melhor

A Fórum nunca foi tão lida como atualmente. Ao mesmo tempo nunca publicou tanto conteúdo original e trabalhou com tantos colaboradores e colunistas. Ou seja, nossos recordes mensais de audiência são frutos de um enorme esforço para fazer um jornalismo posicionado a favor dos direitos, da democracia e dos movimentos sociais, mas que não seja panfletário e de baixa qualidade. Prezamos nossa credibilidade. Mesmo com todo esse sucesso não estamos satisfeitos.

Queremos melhorar nossa qualidade editorial e alcançar cada vez mais gente. Para isso precisamos de um número maior de sócios, que é a forma que encontramos para bancar parte do nosso projeto. Sócios já recebem uma newsletter exclusiva todas as manhãs e em julho terão uma área exclusiva.

Fique sócio e faça parte desta caminhada para que ela se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie a Fórum