Imprensa livre e independente
26 de outubro de 2018, 09h21

Há 23 dias, STF tenta intimar filho de Bolsonaro, denunciado por ameaça à jornalista

Registros da Câmara dos Deputados, no entanto, mostram que filho de Jair Bolsonaro marcou presença em sessões do plenário em 9 e 16 de outubro.

Eduardo e Jair Bolsonaro (Foto: Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil)
Coluna da jornalista Andreza Matais, no jornal O Estado de S.Paulo, afirma nesta sexta-feira (26) que há 23 dias um oficial de justiça tem ido diariamente ao gabinete de Eduardo Bolsonaro (PSL), filho do presidenciável Jair Bolsonaro (PSL), mas não consegue localizá-lo para entregar uma intimação. O deputado foi denunciado em abril pela Procuradoria-Geral da República por ameaçar a jornalista Patrícia Lélis, com quem teria tido um relacionamento. Em troca de mensagens, Eduardo disse à jornalista para ela “aprender a ficar calada”, senão “acabo mais ainda com a sua vida”. Na reportagem do Estado, o STF – que é alvo...

Coluna da jornalista Andreza Matais, no jornal O Estado de S.Paulo, afirma nesta sexta-feira (26) que há 23 dias um oficial de justiça tem ido diariamente ao gabinete de Eduardo Bolsonaro (PSL), filho do presidenciável Jair Bolsonaro (PSL), mas não consegue localizá-lo para entregar uma intimação.

O deputado foi denunciado em abril pela Procuradoria-Geral da República por ameaçar a jornalista Patrícia Lélis, com quem teria tido um relacionamento. Em troca de mensagens, Eduardo disse à jornalista para ela “aprender a ficar calada”, senão “acabo mais ainda com a sua vida”.

Na reportagem do Estado, o STF – que é alvo de críticas do deputado – afirma que a chefe de gabinete de Eduardo disse que ele atenderia o oficial de justiça depois de 22 de outubro. Ainda segundo o Estado, os registros da Câmara dos Deputados mostram que Eduardo Bolsonaro marcou presença em sessões do plenário em 9 e 16 de outubro.

Veja também:  Cartas do Pai: “Trabalho infantil não é brincadeira”

Você pode fazer o jornalismo da Fórum ser cada vez melhor

A Fórum nunca foi tão lida como atualmente. Ao mesmo tempo nunca publicou tanto conteúdo original e trabalhou com tantos colaboradores e colunistas. Ou seja, nossos recordes mensais de audiência são frutos de um enorme esforço para fazer um jornalismo posicionado a favor dos direitos, da democracia e dos movimentos sociais, mas que não seja panfletário e de baixa qualidade. Prezamos nossa credibilidade. Mesmo com todo esse sucesso não estamos satisfeitos.

Queremos melhorar nossa qualidade editorial e alcançar cada vez mais gente. Para isso precisamos de um número maior de sócios, que é a forma que encontramos para bancar parte do nosso projeto. Sócios já recebem uma newsletter exclusiva todas as manhãs e em julho terão uma área exclusiva.

Fique sócio e faça parte desta caminhada para que ela se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie a Fórum