Imprensa livre e independente
17 de setembro de 2018, 10h18

Haddad diz em sabatina que vai manter Lava Jato, mas defende punição para o delator mentiroso

Haddad disse que é contra a concentração de propriedades de comunicação e que vai regular a distribuição de veículos

Haddad em sabatina da Folha. Foto: Reprodução
O candidato à Presidência da República, Fernando Haddad (PT), afirmou nesta segunda-feira (17), na série de sabatinas promovida por Folha, o UOL e o SBT que vai prosseguir com a operação Lava Jato, mas acha que se deve estabelecer punições para o delator mentiroso. Haddad disse ainda que Lula não quer indulto. Ele quer que o Supremo Tribunal federal (STF) o absolva. “Eu acredito que o Lula vai ser absolvido. A própria ONU deve julgar o caso do presidente Lula no primeiro semestre do ano que vem. Eu li o processo e ele não tem sustentação. E isso não sou eu...

O candidato à Presidência da República, Fernando Haddad (PT), afirmou nesta segunda-feira (17), na série de sabatinas promovida por Folha, o UOL e o SBT que vai prosseguir com a operação Lava Jato, mas acha que se deve estabelecer punições para o delator mentiroso.

Haddad disse ainda que Lula não quer indulto. Ele quer que o Supremo Tribunal federal (STF) o absolva. “Eu acredito que o Lula vai ser absolvido. A própria ONU deve julgar o caso do presidente Lula no primeiro semestre do ano que vem. Eu li o processo e ele não tem sustentação. E isso não sou eu quem está dizendo, mas diversos outros juristas”, disse.

Haddad disse que é contra a concentração de propriedades de comunicação e que vai regular a distribuição de veículos. Ele acusou ainda os jornais brasileiros de não respeitarem a concorrência ao pedir ao Supremo que declare sites de agências internacionais inconstitucionais.

“Quem é que tem medo da pluralidade? Não somos nós”, disse.

 

 

Veja também:  Jornalista da CBN chama Bolsonaro de racista, ignorante, mentiroso, autoritário, persecutório, mal-educado e despreparado

Você pode fazer o jornalismo da Fórum ser cada vez melhor

A Fórum nunca foi tão lida como atualmente. Ao mesmo tempo nunca publicou tanto conteúdo original e trabalhou com tantos colaboradores e colunistas. Ou seja, nossos recordes mensais de audiência são frutos de um enorme esforço para fazer um jornalismo posicionado a favor dos direitos, da democracia e dos movimentos sociais, mas que não seja panfletário e de baixa qualidade. Prezamos nossa credibilidade. Mesmo com todo esse sucesso não estamos satisfeitos.

Queremos melhorar nossa qualidade editorial e alcançar cada vez mais gente. Para isso precisamos de um número maior de sócios, que é a forma que encontramos para bancar parte do nosso projeto. Sócios já recebem uma newsletter exclusiva todas as manhãs e em julho terão uma área exclusiva.

Fique sócio e faça parte desta caminhada para que ela se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie a Fórum