Imprensa livre e independente
24 de setembro de 2018, 13h20

Haddad diz que acabará com a sabotagem de Temer contra Minas Gerais, se eleito

Pimentel e Haddad anunciam as medidas conjuntas nesta segunda-feira (24). O petista vai intensificar as ações de sua campanha no estado, que praticamente definiu as eleições 2014 em favor da então candidata Dilma Roussef.

Haddad em campanha na cidade de Ouro Preto (MG) (Foto: Ricardo Stuckert)
Em reunião ocorrida na última quinta-feira (20) com o governador de Minas Gerais, candidato à reeleição, Fernando Pimentel (PT), o candidato à Presidência pelo PT, Fernando Haddad afirmou que vai acabar com a sabotagem do governo Michel Temer (MDB) às contas públicas do Estado. Em julho, o Tribunal de Contas do Estado (TCE) acatou uma liminar do deputado estadual Gustavo Valadares (PSDB) – aecista e aliado de Temer – que impediu o Estado de contratar um empréstimo de R$ 3 bilhões, que seriam suficientes para dar normalidade ao fluxo de caixa do estado. Entre os principais pontos acertados entre Haddad...

Em reunião ocorrida na última quinta-feira (20) com o governador de Minas Gerais, candidato à reeleição, Fernando Pimentel (PT), o candidato à Presidência pelo PT, Fernando Haddad afirmou que vai acabar com a sabotagem do governo Michel Temer (MDB) às contas públicas do Estado.

Em julho, o Tribunal de Contas do Estado (TCE) acatou uma liminar do deputado estadual Gustavo Valadares (PSDB) – aecista e aliado de Temer – que impediu o Estado de contratar um empréstimo de R$ 3 bilhões, que seriam suficientes para dar normalidade ao fluxo de caixa do estado.

Entre os principais pontos acertados entre Haddad e Pimentel estão o fim dos atrasos nos repasses de recursos devidos pela União ao estado, apoio federal para acabar imediatamente com o parcelamento dos salários dos servidores, encontro de contas para levantar as dívidas do Governo Federal com os cofres mineiros, acerto do FUNDEB e das verbas retidas da saúde.

Pimentel e Haddad anunciam as medidas conjuntas nesta segunda-feira (24). O petista vai intensificar as ações de sua campanha no estado, que praticamente definiu as eleições 2014 em favor da então candidata Dilma Roussef. Na sexta-feira (21), Haddad cumpriu agenda intensa em cidades mineiras. Em comício em Ouro Preto, um dia após a reunião com Pimentel, ele disse que vai abrir espaço no Orçamento para retomar obras paradas será uma “medida emergencial”, caso seja eleito.

Veja também:  Haddad diz que não tem pretensão de ser candidato a prefeito de São Paulo novamente

Você pode fazer o jornalismo da Fórum ser cada vez melhor

A Fórum nunca foi tão lida como atualmente. Ao mesmo tempo nunca publicou tanto conteúdo original e trabalhou com tantos colaboradores e colunistas. Ou seja, nossos recordes mensais de audiência são frutos de um enorme esforço para fazer um jornalismo posicionado a favor dos direitos, da democracia e dos movimentos sociais, mas que não seja panfletário e de baixa qualidade. Prezamos nossa credibilidade. Mesmo com todo esse sucesso não estamos satisfeitos.

Queremos melhorar nossa qualidade editorial e alcançar cada vez mais gente. Para isso precisamos de um número maior de sócios, que é a forma que encontramos para bancar parte do nosso projeto. Sócios já recebem uma newsletter exclusiva todas as manhãs e em julho terão uma área exclusiva.

Fique sócio e faça parte desta caminhada para que ela se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie a Fórum