Imprensa livre e independente
21 de junho de 2019, 08h41

Haddad pergunta a Dallagnol: “Por que mandar apagar uma mensagem que não tem nada de mais?”

Dallagnol teria orientado que o colega Carlos Fernando apagasse as mensagens com as sugestões do ex-juiz Sérgio Moro

Fernando Haddad (Foto: Agência Brasil)
O ex-prefeito de São Paulo, Fernando Haddad, perguntou, através de sua conta do Twitter, ao procurador federal Deltan Dallagnol, sem citar o nome, na manhã desta sexta-feira (21), “Por que mandar apagar uma mensagem que não tem nada de mais?” Por que mandar apagar uma mensagem que não tem nada de mais? — Fernando Haddad (@Haddad_Fernando) 21 de junho de 2019 Dallagnol teria orientado que o colega Carlos Fernando apagasse as mensagens com as sugestões do ex-juiz. As informações foram divulgadas pelo jornalista Reinaldo Azevedo no programa “O É da Coisa”, da BandNews FM. Ele teve acesso ao material do The Intercept Brasil, numa parceria do...

O ex-prefeito de São Paulo, Fernando Haddad, perguntou, através de sua conta do Twitter, ao procurador federal Deltan Dallagnol, sem citar o nome, na manhã desta sexta-feira (21), “Por que mandar apagar uma mensagem que não tem nada de mais?”

Dallagnol teria orientado que o colega Carlos Fernando apagasse as mensagens com as sugestões do ex-juiz. As informações foram divulgadas pelo jornalista Reinaldo Azevedo no programa “O É da Coisa”, da BandNews FM. Ele teve acesso ao material do The Intercept Brasil, numa parceria do site com outros veículos de imprensa.

Inscreva-se no nosso Canal do YouTube, ative o sininho e passe a assistir ao nosso conteúdo exclusivo

De acordo com artigo do jornalista Leandro Fortes, publicado nesta Fórum, “a força tarefa (seja lá o que isso ainda signifique) da Operação Lava Jato, em Curitiba, anunciou, formalmente, ter APAGADO todas as mensagens dos grupos de Telegram sobre as quais versam os vazamentos ora publicados pelo site The Intercept Brasil.

Veja também:  Haddad sobre novas denúncias da Vaza Jato: "Hoje, finalmente, entendi o conceito de “terrivelmente evangélico”

A ação não é apenas um atestado de culpa dessa patota comandada pelo bochecha rosa Deltan Dallangnol. É, antes de tudo, CRIME de destruição de provas, penalmente designado como obstrução da Justiça, porque há uma investigação em curso sob responsabilidade da Polícia Federal, sem falar na que está sendo feita, também, pelo Conselho Nacional do Ministério Público.”

Você pode fazer o jornalismo da Fórum ser cada vez melhor

A Fórum nunca foi tão lida como atualmente. Ao mesmo tempo nunca publicou tanto conteúdo original e trabalhou com tantos colaboradores e colunistas. Ou seja, nossos recordes mensais de audiência são frutos de um enorme esforço para fazer um jornalismo posicionado a favor dos direitos, da democracia e dos movimentos sociais, mas que não seja panfletário e de baixa qualidade. Prezamos nossa credibilidade. Mesmo com todo esse sucesso não estamos satisfeitos.

Queremos melhorar nossa qualidade editorial e alcançar cada vez mais gente. Para isso precisamos de um número maior de sócios, que é a forma que encontramos para bancar parte do nosso projeto. Sócios já recebem uma newsletter exclusiva todas as manhãs e em julho terão uma área exclusiva.

Fique sócio e faça parte desta caminhada para que ela se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie a Fórum