Imprensa livre e independente
11 de julho de 2019, 08h40

Hashtag ‘Tabata Traidora’ amanhece em primeiro lugar nos TT’s do Twitter

O governo teve mais votos do que imaginava em função do apoio de última hora de parlamentares da oposição, entre eles o de Tabata

A hashtag #TabataTraidora, com referência ao voto da deputada federal Tabata Amaral (PDT-SP) a favor da proposta da reforma da Previdência (PEC 6/19), na noite desta quarta-feira (10), foi parar em primeiro lugar nos trend topics do Twitter, na manhã desta quinta-feira. O governo teve mais votos do que imaginava em função do apoio de última hora de parlamentares da oposição, entre eles o de Tabata. O parecer, aprovado na última sexta em comissão especial, mantém as diretrizes da proposta original do governo Jair Bolsonaro. Foram 379 votos favoráveis, 131 contrários. Inscreva-se no nosso Canal do YouTube, ative o sininho...

A hashtag #TabataTraidora, com referência ao voto da deputada federal Tabata Amaral (PDT-SP) a favor da proposta da reforma da Previdência (PEC 6/19), na noite desta quarta-feira (10), foi parar em primeiro lugar nos trend topics do Twitter, na manhã desta quinta-feira.

O governo teve mais votos do que imaginava em função do apoio de última hora de parlamentares da oposição, entre eles o de Tabata. O parecer, aprovado na última sexta em comissão especial, mantém as diretrizes da proposta original do governo Jair Bolsonaro. Foram 379 votos favoráveis, 131 contrários.

Inscreva-se no nosso Canal do YouTube, ative o sininho e passe a assistir ao nosso conteúdo exclusivo

Os principais pontos do texto-base aprovado na comissão são: idade mínima de aposentadoria para os setores público e privado, 65 anos para homens e 62 anos para mulheres; idade mínima para professores, 60 anos para homens e 57 anos para mulheres; tempo de contribuição no setor privado, 20 anos para homens e 15 para mulheres; e no setor público, 25 anos para homens e mulheres. Saiba mais detalhes aqui.

Veja também:  Com "torcida" de Bolsonaro por Macri, Mourão diz que relação com a Argentina independe de eleições

Um dos deputados da tropa de choque de Paulo Guedes no Congresso, o ex-ator Alexandre Frota (PSL/SP) provocou Ciro Gomes (PDT) pelo Twitter na manhã desta quinta-feira após 8 deputados pedetistas – incluindo Tabata Amaral (PDT/SP) – desobedecerem a orientação do partido e votarem a favor do texto-base da reforma da Previdência.

“Rsrs 8 deputados do PDT de Ciro Gomes votaram com a gente. E aí Ciro falou que expulsaria quem votasse com a gente e agora ?”, tuitou Frota, logo pela manhã.

Você pode fazer o jornalismo da Fórum ser cada vez melhor

A Fórum nunca foi tão lida como atualmente. Ao mesmo tempo nunca publicou tanto conteúdo original e trabalhou com tantos colaboradores e colunistas. Ou seja, nossos recordes mensais de audiência são frutos de um enorme esforço para fazer um jornalismo posicionado a favor dos direitos, da democracia e dos movimentos sociais, mas que não seja panfletário e de baixa qualidade. Prezamos nossa credibilidade. Mesmo com todo esse sucesso não estamos satisfeitos.

Queremos melhorar nossa qualidade editorial e alcançar cada vez mais gente. Para isso precisamos de um número maior de sócios, que é a forma que encontramos para bancar parte do nosso projeto. Sócios já recebem uma newsletter exclusiva todas as manhãs e em julho terão uma área exclusiva.

Fique sócio e faça parte desta caminhada para que ela se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie a Fórum