Imprensa livre e independente
12 de junho de 2019, 08h37

Idealizado por Boulos, Instituto Democratize vai pensar “um sólido e ousado” projeto de futuro para o Brasil

O Democratize, segundo seu manifesto, pretende surgir como um espaço para pensar um projeto de país em um momento de "escalada de ódio e intolerância, com retrocesso em todos as áreas da vida coletiva"

Foto: Reprodução
Agregar à resistência político-social uma reflexão sólida sobre o Brasil e alternativas pautadas pelos princípios de solidariedade e justiça social, são esses os principais objetivos do Instituto Democratize levantados em seu manifesto de criação. Ainda sem sede física, o Democratize foi idealizado Guilherme Boulos como uma espaço para se buscarem saídas e reflexões sobre o atual momento político e sobre o futuro da esquerda. Inscreva-se no nosso Canal do YouTube, ative o sininho e passe a assistir ao nosso conteúdo exclusivo “Sem um rumo claro, a esquerda não voltará a ser alternativa real de poder. É preciso olhar criticamente as amarguras...

Agregar à resistência político-social uma reflexão sólida sobre o Brasil e alternativas pautadas pelos princípios de solidariedade e justiça social, são esses os principais objetivos do Instituto Democratize levantados em seu manifesto de criação. Ainda sem sede física, o Democratize foi idealizado Guilherme Boulos como uma espaço para se buscarem saídas e reflexões sobre o atual momento político e sobre o futuro da esquerda.

Inscreva-se no nosso Canal do YouTube, ative o sininho e passe a assistir ao nosso conteúdo exclusivo

“Sem um rumo claro, a esquerda não voltará a ser alternativa real de poder. É preciso olhar criticamente as amarguras do presente, com humildade para reconhecer os erros do passado e com visão para pensar um sólido e ousado projeto de futuro”, analisa Guilherme Boulos, coordenador do MTST e candidato à presidência pelo PSOL em 2018.

O Democratize, segundo seu manifesto, pretende surgir como um espaço para pensar um projeto de país em um momento de “escalada de ódio e intolerância, com retrocesso em todos as áreas da vida coletiva”. Segundo o instituo, não basta neste momento resistir ao atraso e defender conquistas sociais e direitos, precisa vir junto uma reflexão sólida sobre o Brasil que se quer.

Veja também:  Presidente das Filipinas desafia Trump a iniciar guerra contra a China

Pretendendo ser um espaço de debate de ideias democrático e plural, buscando reunir em torno da mesma mesa intelectuais, políticos, militantes, dirigentes sociais e representantes da sociedade civil, o instituto vai realizar seminários temáticos semestrais e encontros críticos regulares. Também estão previstas palestras, cursos livres e aulas por EAD sobre temas de conjuntura e longo prazo, como o futuro da democracia no capitalismo financeiro, a reforma do Estado e direito à cidade.

Para abrir as discussões, será debatida a Reforma da Previdência, principal pauta do governo federal no momento. O seminário “A Previdência precisa de reformas?” vai discutir o impacto de propostas que impõem o desmonte de parte considerável da rede de proteção social criada pela Constituição de 1988 nos dias 18 e 19 de junho, em São Paulo. O encontro é gratuito e aberto a todos os interessados, com inscrição prévia na internet pela página do Instituto Democratize.

Você pode fazer o jornalismo da Fórum ser cada vez melhor

A Fórum nunca foi tão lida como atualmente. Ao mesmo tempo nunca publicou tanto conteúdo original e trabalhou com tantos colaboradores e colunistas. Ou seja, nossos recordes mensais de audiência são frutos de um enorme esforço para fazer um jornalismo posicionado a favor dos direitos, da democracia e dos movimentos sociais, mas que não seja panfletário e de baixa qualidade. Prezamos nossa credibilidade. Mesmo com todo esse sucesso não estamos satisfeitos.

Queremos melhorar nossa qualidade editorial e alcançar cada vez mais gente. Para isso precisamos de um número maior de sócios, que é a forma que encontramos para bancar parte do nosso projeto. Sócios já recebem uma newsletter exclusiva todas as manhãs e em julho terão uma área exclusiva.

Fique sócio e faça parte desta caminhada para que ela se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie a Fórum