Imprensa livre e independente
18 de maio de 2015, 19h44

Jay-Z pagou fianças de detidos em protestos contra o racismo nos EUA

A escritora Dream Hampton, que escreveu a biografia do rapper, revelou pelo Twitter que ele teria doado milhares de dólares para soltar manifestantes presos em protestos contra a violência a polícia racista, como em Baltimore e Fergunson

A escritora Dream Hampton, que escreveu a biografia do rapper, revelou pelo Twitter que ele teria doado milhares de dólares para soltar manifestantes presos em protestos contra a violência da polícia racista, como em Baltimore e Fergunson Por Redação Sem criar qualquer tipo de alarde ou pedir reconhecimento pelo fato, o rapper norte-americano Jay-Z utilizou parte de sua fortuna em campanhas contra o racismo e para libertar presos de protestos contra a violência policial que vitimou jovens negros nos Estados Unidos. As informações foram reveladas recentemente pela escritora Dream Hampton, autora da biografia do rapper. Por meio de uma série...

A escritora Dream Hampton, que escreveu a biografia do rapper, revelou pelo Twitter que ele teria doado milhares de dólares para soltar manifestantes presos em protestos contra a violência da polícia racista, como em Baltimore e Fergunson

Por Redação

Sem criar qualquer tipo de alarde ou pedir reconhecimento pelo fato, o rapper norte-americano Jay-Z utilizou parte de sua fortuna em campanhas contra o racismo e para libertar presos de protestos contra a violência policial que vitimou jovens negros nos Estados Unidos.

As informações foram reveladas recentemente pela escritora Dream Hampton, autora da biografia do rapper. Por meio de uma série de mensagens postadas no Twitter, Hampton afirmou que Jay Z teria transferido “dezenas de milhares de dólares” para pagar fianças de ativistas negros detidos nos protestos de Baltimore e de Fergunson, locais que foram palco de ações policiais que mataram jovens negros desarmados.

“Quando precisamos de dinheiro para as fianças dos manifestantes de Baltimore, pedi a Jay, como fiz no caso de Ferguson, e ele me transferiu dezenas de milhares (de dólares) em poucos minutos”, escreveu em um dos tuítes.

Veja também:  Rodrigo Maia diz que não indicaria filho para ser embaixador

As mensagens foram rapidamente apagadas mas o site da revista “Complex” conseguiu salvá-los antes que fossem retirados. Em outro post, Hampton conta que o rapper também assinou, junto com sua companheira Beyoncé, um “grande cheque” para o movimento “Black Lives Matter”, um dos principais slogans anti-racistas que vem marcando presença nas manifestações.

Confira abaixo os tuítes:

Foto: Divulgação 

Você pode fazer o jornalismo da Fórum ser cada vez melhor

A Fórum nunca foi tão lida como atualmente. Ao mesmo tempo nunca publicou tanto conteúdo original e trabalhou com tantos colaboradores e colunistas. Ou seja, nossos recordes mensais de audiência são frutos de um enorme esforço para fazer um jornalismo posicionado a favor dos direitos, da democracia e dos movimentos sociais, mas que não seja panfletário e de baixa qualidade. Prezamos nossa credibilidade. Mesmo com todo esse sucesso não estamos satisfeitos.

Queremos melhorar nossa qualidade editorial e alcançar cada vez mais gente. Para isso precisamos de um número maior de sócios, que é a forma que encontramos para bancar parte do nosso projeto. Sócios já recebem uma newsletter exclusiva todas as manhãs e em julho terão uma área exclusiva.

Fique sócio e faça parte desta caminhada para que ela se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie a Fórum