Imprensa livre e independente
26 de junho de 2019, 21h42

Jornal Nacional faz matéria de 3 minutos sobre tráfico internacional em avião da comitiva de Bolsonaro

A matéria teve um tom leve e buscou retirar qualquer responsabilidade do governo, diferente de quando Lula viu um filme pirata num voo presidencial

Reprodução/TV Globo
O Jornal Nacional desta quarta-feira (26) apesentou uma matéria em tom leve sobre o novo escândalo envolvendo o governo de Jair Bolsonaro, no qual um sargento brasileiro foi preso em Sevilla (Espanha), carregando 39 quilos de cocaína em um avião da Força Aérea Brasileira (FAB), na comitiva que acompanha o presidente. O tratamento foi completamente oposto do que o telejornal fez em 2005, quando explorou amplamente o fato de que o então presidente Lula assistiu ao filme “Dois Filhos de Francisco”, em um DVD pirata. A sessão aconteceu no dia 18 de outubro, no chamado “AeroLula”, o avião presidencial, em...

O Jornal Nacional desta quarta-feira (26) apesentou uma matéria em tom leve sobre o novo escândalo envolvendo o governo de Jair Bolsonaro, no qual um sargento brasileiro foi preso em Sevilla (Espanha), carregando 39 quilos de cocaína em um avião da Força Aérea Brasileira (FAB), na comitiva que acompanha o presidente.

O tratamento foi completamente oposto do que o telejornal fez em 2005, quando explorou amplamente o fato de que o então presidente Lula assistiu ao filme “Dois Filhos de Francisco”, em um DVD pirata. A sessão aconteceu no dia 18 de outubro, no chamado “AeroLula”, o avião presidencial, em viagem oficial a Moscou, na Rússia.

Inscreva-se no nosso Canal do YouTube, ative o sininho e passe a assistir ao nosso conteúdo exclusivo

A reportagem desta quarta se limitou a contar o caso. Disse que o avião de Bolsonaro, que ia para o Japão, teve de mudar de rota por causa da prisão do segundo sargento da Aeronáutica, Manuel Silva Rodrigues. O militar trabalha como comissário de bordo da FAB.

Veja também:  Marco Aurélio Mello sobre Moro: “Eu espero que ele não ocupe a cadeira que deixarei em 2021”

A matéria destacou nota da FAB, que disse que o sargento faria parte da missão de apoio e que em nenhum momento integraria a tripulação da aeronave presidencial, contradizendo o general Hamilton Mourão, vice-presidente, que afirmou que o sargento voltaria no mesmo avião de Bolsonaro.

A reportagem mostrou, ainda, trecho da entrevista de Mourão: “É óbvio que pela quantidade de droga que o cara estava levando, ele não comprou na esquina e levou. Ele estava trabalhando como mula e uma mula qualificada, vamos colocar assim”, declarou.

O Jornal Nacional reproduziu o tuíte de Jair Bolsonaro: “Apesar de não ter relação com minha equipe, o episódio de ontem, ocorrido na Espanha, é inaceitável. Exigi investigação imediata e punição severa ao responsável pelo material entorpecente encontrado no avião da FAB. Não toleraremos tamanho desrespeito ao nosso país!”.

Você pode fazer o jornalismo da Fórum ser cada vez melhor

A Fórum nunca foi tão lida como atualmente. Ao mesmo tempo nunca publicou tanto conteúdo original e trabalhou com tantos colaboradores e colunistas. Ou seja, nossos recordes mensais de audiência são frutos de um enorme esforço para fazer um jornalismo posicionado a favor dos direitos, da democracia e dos movimentos sociais, mas que não seja panfletário e de baixa qualidade. Prezamos nossa credibilidade. Mesmo com todo esse sucesso não estamos satisfeitos.

Queremos melhorar nossa qualidade editorial e alcançar cada vez mais gente. Para isso precisamos de um número maior de sócios, que é a forma que encontramos para bancar parte do nosso projeto. Sócios já recebem uma newsletter exclusiva todas as manhãs e em julho terão uma área exclusiva.

Fique sócio e faça parte desta caminhada para que ela se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie a Fórum