Imprensa livre e independente
19 de setembro de 2018, 20h50

Juan Grabois, o amigo do Papa que visitou Lula, é preso na Argentina

O líder social argentino e amigo do Papa Francisco foi preso pela polícia de Buenos Aires enquanto participava de um protesto pela liberação dos militantes do Movimento de Trabalhadores Excluídos e de seis vendedores ambulantes senegaleses; Grabois denuncia abuso policial

Reprodução
Por Victor Farinelli, na Carta Maior  O dirigente social da Confederação de Trabalhadores da Economia Popular (CTEP), Juan Grabois, foi preso pela Polícia de Buenos Aires na noite desta terça-feira (18/9), enquanto participava de um protesto pela liberação dos militantes do Movimento de Trabalhadores Excluídos (MTE) e de seis vendedores ambulantes senegaleses. Leia também Grabois sabe mais do que o Papa pensa de Lula do que qualquer cardeal brasileiro, afirma sociólogo argentino Os policiais avançaram contra os manifestantes que protestavam em frente à 18ª delegacia, entre as ruas San Juan e Entre Ríos. Grabois ficou detido nesse mesmo edifício, junto...

Por Victor Farinelli, na Carta Maior 

O dirigente social da Confederação de Trabalhadores da Economia Popular (CTEP), Juan Grabois, foi preso pela Polícia de Buenos Aires na noite desta terça-feira (18/9), enquanto participava de um protesto pela liberação dos militantes do Movimento de Trabalhadores Excluídos (MTE) e de seis vendedores ambulantes senegaleses.

Leia também
Grabois sabe mais do que o Papa pensa de Lula do que qualquer cardeal brasileiro, afirma sociólogo argentino

Os policiais avançaram contra os manifestantes que protestavam em frente à 18ª delegacia, entre as ruas San Juan e Entre Ríos. Grabois ficou detido nesse mesmo edifício, junto com outros dirigentes sociais, entre os que se encontravam outros referentes do CTEP, como Rafael Klejzer e Jaquelina Flores.

A manifestação em frente à delegacia pedia a liberação de seis vendedores ambulantes senegaleses, que foram presos horas antes pelas forças policiais, na estação de trem de Constituição.

Continue lendo na Carta Maior 

Veja também:  Coletes franceses: A Onda Amarela - Por Beatriz Leandro

Você pode fazer o jornalismo da Fórum ser cada vez melhor

A Fórum nunca foi tão lida como atualmente. Ao mesmo tempo nunca publicou tanto conteúdo original e trabalhou com tantos colaboradores e colunistas. Ou seja, nossos recordes mensais de audiência são frutos de um enorme esforço para fazer um jornalismo posicionado a favor dos direitos, da democracia e dos movimentos sociais, mas que não seja panfletário e de baixa qualidade. Prezamos nossa credibilidade. Mesmo com todo esse sucesso não estamos satisfeitos.

Queremos melhorar nossa qualidade editorial e alcançar cada vez mais gente. Para isso precisamos de um número maior de sócios, que é a forma que encontramos para bancar parte do nosso projeto. Sócios já recebem uma newsletter exclusiva todas as manhãs e em julho terão uma área exclusiva.

Fique sócio e faça parte desta caminhada para que ela se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie a Fórum