Imprensa livre e independente
10 de julho de 2018, 15h20

Juíza marca interrogatório de Paulo Preto, operador do PSDB

Maria Isabel do Prado, da 5.ª Vara Federal de São Paulo, marcou para 9 de agosto o interrogatório do ex-diretor da Dersa, acusado de supostos desvios de R$ 7,7 milhões da estatal paulista

Foto: Reprodução/TV Senado Maria Isabel do Prado, juíza da 5.ª Vara Federal de São Paulo, marcou para 9 de agosto o interrogatório do ex-diretor da Dersa, Paulo Vieira de Souza, conhecido como Paulo Preto, operador do PSDB. Ele é acusado de supostos desvios de R$ 7,7 milhões da estatal paulista em desapropriações do trecho Sul do Rodoanel. Segundo investigações no âmbito da Operação Lava Jato, o ex-diretor comandava o esquema. “Designo, outrossim, o dia 9 de agosto de 2018, às 10:00 horas, também para oitiva de testemunhas residuais, interrogatório dos réus e encerramento da instrução”, decidiu a magistrada. Os relatos foram...

Foto: Reprodução/TV Senado

Maria Isabel do Prado, juíza da 5.ª Vara Federal de São Paulo, marcou para 9 de agosto o interrogatório do ex-diretor da Dersa, Paulo Vieira de Souza, conhecido como Paulo Preto, operador do PSDB. Ele é acusado de supostos desvios de R$ 7,7 milhões da estatal paulista em desapropriações do trecho Sul do Rodoanel. Segundo investigações no âmbito da Operação Lava Jato, o ex-diretor comandava o esquema.

“Designo, outrossim, o dia 9 de agosto de 2018, às 10:00 horas, também para oitiva de testemunhas residuais, interrogatório dos réus e encerramento da instrução”, decidiu a magistrada. Os relatos foram publicados no blog do Fausto Macedo.

Na mesma decisão, a juíza Maria Isabel marcou para 26 de julho, a partir das 10 horas, a “oitiva da testemunha ministro Aloysio Nunes, oportunidade em que serão, outrossim, ouvidas outras eventuais testemunhas residuais”. O tucano é o atual ministro de Relações Exteriores.

Veja também:  "Não se pode combater crimes praticando crimes", diz Gilmar Mendes sobre Vaza Jato

Você pode fazer o jornalismo da Fórum ser cada vez melhor

A Fórum nunca foi tão lida como atualmente. Ao mesmo tempo nunca publicou tanto conteúdo original e trabalhou com tantos colaboradores e colunistas. Ou seja, nossos recordes mensais de audiência são frutos de um enorme esforço para fazer um jornalismo posicionado a favor dos direitos, da democracia e dos movimentos sociais, mas que não seja panfletário e de baixa qualidade. Prezamos nossa credibilidade. Mesmo com todo esse sucesso não estamos satisfeitos.

Queremos melhorar nossa qualidade editorial e alcançar cada vez mais gente. Para isso precisamos de um número maior de sócios, que é a forma que encontramos para bancar parte do nosso projeto. Sócios já recebem uma newsletter exclusiva todas as manhãs e em julho terão uma área exclusiva.

Fique sócio e faça parte desta caminhada para que ela se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie a Fórum