Imprensa livre e independente
24 de fevereiro de 2018, 13h26

Justiça arquiva ação do MPF contra Jaques Wagner

Decisão diz que nem Edson Fachin, relator da Lava Jato no STF, tampouco o então Procurador-Geral, Rodrigo Janot, fizeram referência à existência de crime eleitoral na denúncia

O Tribunal Regional Eleitoral da Bahia decidiu arquivar uma ação movida pelo Ministério Público Federal (MPF) contra o ex-governador da Bahia – Foto: José Cruz/Agência Brasil O Tribunal Regional Eleitoral da Bahia (TRE-BA) decidiu arquivar uma ação movida pelo Ministério Público Federal (MPF) contra o ex-governador da Bahia, Jaques Wagner (PT). O atual secretário de Desenvolvimento Econômico da Bahia era acusado de receber US$ 12 milhões em Caixa 2 para a campanha de 2010, um relógio no valor de US$ 20 mil e repasses não registrados de R$ 10 milhões. Segundo a acusação do MPF, os valores teriam sido originados...

O Tribunal Regional Eleitoral da Bahia decidiu arquivar uma ação movida pelo Ministério Público Federal (MPF) contra o ex-governador da Bahia – Foto: José Cruz/Agência Brasil

O Tribunal Regional Eleitoral da Bahia (TRE-BA) decidiu arquivar uma ação movida pelo Ministério Público Federal (MPF) contra o ex-governador da Bahia, Jaques Wagner (PT). O atual secretário de Desenvolvimento Econômico da Bahia era acusado de receber US$ 12 milhões em Caixa 2 para a campanha de 2010, um relógio no valor de US$ 20 mil e repasses não registrados de R$ 10 milhões.

Segundo a acusação do MPF, os valores teriam sido originados através de concessões fiscais ao Grupo Odebrecht. Entretanto, a decisão da juíza do TRE-BA, Patrícia Cerqueira Kertzman Szpore, aponta que nem o ministro Edson Fachin, relator da Lava Jato no Supremo Tribunal Federal (STF), tampouco o então Procurador-Geral da República, Rodrigo Janot, fizeram qualquer referência à existência de crime eleitoral na denúncia.

Com informações do Brasil 247

Veja também:  Funcionário diz que Vale foi avisada sobre vazamento 7 meses antes de barragem romper

Você pode fazer o jornalismo da Fórum ser cada vez melhor

A Fórum nunca foi tão lida como atualmente. Ao mesmo tempo nunca publicou tanto conteúdo original e trabalhou com tantos colaboradores e colunistas. Ou seja, nossos recordes mensais de audiência são frutos de um enorme esforço para fazer um jornalismo posicionado a favor dos direitos, da democracia e dos movimentos sociais, mas que não seja panfletário e de baixa qualidade. Prezamos nossa credibilidade. Mesmo com todo esse sucesso não estamos satisfeitos.

Queremos melhorar nossa qualidade editorial e alcançar cada vez mais gente. Para isso precisamos de um número maior de sócios, que é a forma que encontramos para bancar parte do nosso projeto. Sócios já recebem uma newsletter exclusiva todas as manhãs e em julho terão uma área exclusiva.

Fique sócio e faça parte desta caminhada para que ela se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie a Fórum