Imprensa livre e independente
24 de maio de 2019, 12h24

Justiça bloqueia R$ 3,5 bi de empresas e políticos do MDB, PSB e PP investigados na Lava Jato

Líder do governo no Senado, Fernando Bezerra (MDB/PE) teve bens bloqueados. A decisão também atinge os espólios de Sérgio Guerra (PSDB/PE) e Eduardo Campos (PSB/PE), que já morreram

O senador Fernando Bezerra (MDB/PE) (Agência Senado)
O Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF-4) bloqueou cerca de R$ 3,5 bilhões de políticos do MDB e do PSB e de empresas em decisão referente a uma ação de improbidade administrativa da Operação Lava Jato, movida pelo Ministério Público Federal (MPF) e pela Petrobras. Entre os acusados que respondem ao processo, estão os parlamentares Valdir Raupp (MDB/RO), Eduardo da Fonte (PP/PE) e Fernando Bezerra (MDB/PE) – atualmente líder do governo no Senado. Antes de ingressar no MDB, em 2018, Fernando Bezerra era filiado ao PSB e chegou a ser líder da legenda no Senado. O bloqueio também atinge...

O Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF-4) bloqueou cerca de R$ 3,5 bilhões de políticos do MDB e do PSB e de empresas em decisão referente a uma ação de improbidade administrativa da Operação Lava Jato, movida pelo Ministério Público Federal (MPF) e pela Petrobras.

Entre os acusados que respondem ao processo, estão os parlamentares Valdir Raupp (MDB/RO), Eduardo da Fonte (PP/PE) e Fernando Bezerra (MDB/PE) – atualmente líder do governo no Senado. Antes de ingressar no MDB, em 2018, Fernando Bezerra era filiado ao PSB e chegou a ser líder da legenda no Senado.

O bloqueio também atinge os espólios de Sérgio Guerra (PSDB/PE) e Eduardo Campos (PSB/PE), que já morreram. As empresas acusadas na ação são a Queiroz Galvão e a Vital Engenharia Ambiental.

De acordo com o TRF-4, há indícios da prática de atos de improbidade por líderes de partidos e agentes públicos em prejuízo ao erário e é necessário “garantir a efetividade do resultado final da ação – em que é apurada a existência de um amplo esquema criminoso, com prejuízos expressivos para toda a sociedade”.

Veja também:  Procuradores da Lava Jato fazem nota em defesa de Laura Tessler e atacam The Intercept e Reinaldo Azevedo

Você pode fazer o jornalismo da Fórum ser cada vez melhor

A Fórum nunca foi tão lida como atualmente. Ao mesmo tempo nunca publicou tanto conteúdo original e trabalhou com tantos colaboradores e colunistas. Ou seja, nossos recordes mensais de audiência são frutos de um enorme esforço para fazer um jornalismo posicionado a favor dos direitos, da democracia e dos movimentos sociais, mas que não seja panfletário e de baixa qualidade. Prezamos nossa credibilidade. Mesmo com todo esse sucesso não estamos satisfeitos.

Queremos melhorar nossa qualidade editorial e alcançar cada vez mais gente. Para isso precisamos de um número maior de sócios, que é a forma que encontramos para bancar parte do nosso projeto. Sócios já recebem uma newsletter exclusiva todas as manhãs e em julho terão uma área exclusiva.

Fique sócio e faça parte desta caminhada para que ela se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie a Fórum