Imprensa livre e independente
05 de julho de 2019, 06h50

Justiça manda Globo recontratar jornalista Izabella Camargo, demitida após licença médica

Apresentadora da previsão do tempo dos telejornais Hora 1 e Bom Dia, Brasil, jornalista teria desenvolvido a síndrome de Burnout devido ao estresse resultante de excessiva jornada de trabalho

Izabella Camargo (Foto: Reprodução Rede Globo)
A TV Globo recebeu uma notificação da Justiça nesta quinta-feira (4) que determina a recontratação da jornalista Izabella Camargo, que foi demitida após voltar de uma licença médica. A jornalista disse na época acreditar que tenha sido dispensada por ter síndrome de Burnout, resultante de excesso de trabalho. Izabella foi apresentadora da previsão do tempo dos telejornais Hora 1 e Bom Dia, Brasil, que vão ao ar respectivamente de madrugada e pela manhã, durante seis anos. O juiz do trabalh o José Aguiar Linhares Lima Neto, da 24° Vara do Trabalho, disse na sentença que a OMS (organização Mundial de...

A TV Globo recebeu uma notificação da Justiça nesta quinta-feira (4) que determina a recontratação da jornalista Izabella Camargo, que foi demitida após voltar de uma licença médica.

A jornalista disse na época acreditar que tenha sido dispensada por ter síndrome de Burnout, resultante de excesso de trabalho. Izabella foi apresentadora da previsão do tempo dos telejornais Hora 1 e Bom Dia, Brasil, que vão ao ar respectivamente de madrugada e pela manhã, durante seis anos.

O juiz do trabalh o José Aguiar Linhares Lima Neto, da 24° Vara do Trabalho, disse na sentença que a OMS (organização Mundial de Saúde) considera a síndrome como doença relacionada ao trabalho, sendo a demissão nula.

Izabella não poderá trabalhar no período da madrugada, para evitar o agravamento do problema.

Limite
Em entrevista à TV Gazeta, a jornalista revelou um pouco do que passou: “Fiz muitas terapias alternativas, psicólogas, cuidando de dentro e de fora. Muita respiração e meditação. Além de tomar café, energético, procurei um endocrinologista e comecei a tomar remédio para me dar mais energia. Não me orgulho disso porque foi a pior coisa que eu fiz. Eu ultrapassei o meu limite para dar conta do que eu não tinha controle. Extrapolei o meu limite”, revela.

Veja também:  Vídeo: veja depoimento de executivo da Odebrecht dizendo que foi coagido a criar versão sobre sítio atribuído a Lula

Ela chegava na emissora às 3 horas da madrugada. Fazia quatro entradas no telejornal H1, enquanto se preparava para a GloboNews, na qual ficava até 20 minutos no ar falando de meteorologia sem parar. Depois, entrava no Bom Dia Brasil.

Foi na fase de pilotos para o novo H1 e para o Em Ponto que a quadro clínico de Izabella piorou. “Comecei a sentir taquicardia, a ter crises de choro, crises nervosas, sintomas de esgotamento”, revela.

Com informações da Veja

Você pode fazer o jornalismo da Fórum ser cada vez melhor

A Fórum nunca foi tão lida como atualmente. Ao mesmo tempo nunca publicou tanto conteúdo original e trabalhou com tantos colaboradores e colunistas. Ou seja, nossos recordes mensais de audiência são frutos de um enorme esforço para fazer um jornalismo posicionado a favor dos direitos, da democracia e dos movimentos sociais, mas que não seja panfletário e de baixa qualidade. Prezamos nossa credibilidade. Mesmo com todo esse sucesso não estamos satisfeitos.

Queremos melhorar nossa qualidade editorial e alcançar cada vez mais gente. Para isso precisamos de um número maior de sócios, que é a forma que encontramos para bancar parte do nosso projeto. Sócios já recebem uma newsletter exclusiva todas as manhãs e em julho terão uma área exclusiva.

Fique sócio e faça parte desta caminhada para que ela se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie a Fórum