Imprensa livre e independente
15 de junho de 2019, 19h03

Lavajatista, juiz Bretas invoca Bíblia e toma invertida de Glenn Greenwald: Só se considerar Moro um deus

Em tuíte enigmático, Bretas contesta a teoria de Montesquieu - que dividiu o Estado nos poderes Executivo, Legislativo e Judiciário - dizendo que o "profeta Isaías escrevera: Porque o Senhor é o nosso Juiz; o Senhor é o nosso Legislador; o Senhor é o nosso Rei; ele nos salvará"

Marcelo Bretas e Glenn Greenwald (Montagem)
Após tuitar uma mensagem enigmática, em que contesta a teoria de Separação dos Poderes, do político e escrito francês Montesquieu, citando um versículo da Bíblia, o juiz Marcelo Bretas, responsável pelos casos da Lava Jato no Rio de Janeiro, tomou uma invertida do jornalista Glenn Greenwald, do site The Intercept, que está divulgando uma série de reportagens sobre as relações espúrias da operação. Em um tuíte enigmático, Bretas contesta a teoria de Montesquieu – que dividiu o Estado nos poderes Executivo, Legislativo e Judiciário – dizendo que o “profeta Isaías escrevera aproximadamente 2.500 anos antes dele (por volta de 750...

Após tuitar uma mensagem enigmática, em que contesta a teoria de Separação dos Poderes, do político e escrito francês Montesquieu, citando um versículo da Bíblia, o juiz Marcelo Bretas, responsável pelos casos da Lava Jato no Rio de Janeiro, tomou uma invertida do jornalista Glenn Greenwald, do site The Intercept, que está divulgando uma série de reportagens sobre as relações espúrias da operação.

Em um tuíte enigmático, Bretas contesta a teoria de Montesquieu – que dividiu o Estado nos poderes Executivo, Legislativo e Judiciário – dizendo que o “profeta Isaías escrevera aproximadamente 2.500 anos antes dele (por volta de 750 aC): Porque o Senhor é o nosso Juiz; o Senhor é o nosso Legislador; o Senhor é o nosso Rei; ele nos salvará. (Isaías 33:22)”.

Glenn comentou a publicação de Bretas, classificando a mensagem como “bizarra”.

“Essa observação bizarra só tem relevância para os debates políticos atuais se considerarmos Sergio Moro como um deus, o que parece ser claramente a implicação pretendida. De qualquer forma, é totalmente desequilibrado e assustador que ele seja um juiz”, tuitou o jornalista.

Veja também:  Senador Marcos do Val quer que CIA ou FBI faça auditoria em áudios e mensagens da Vaza Jato

Você pode fazer o jornalismo da Fórum ser cada vez melhor

A Fórum nunca foi tão lida como atualmente. Ao mesmo tempo nunca publicou tanto conteúdo original e trabalhou com tantos colaboradores e colunistas. Ou seja, nossos recordes mensais de audiência são frutos de um enorme esforço para fazer um jornalismo posicionado a favor dos direitos, da democracia e dos movimentos sociais, mas que não seja panfletário e de baixa qualidade. Prezamos nossa credibilidade. Mesmo com todo esse sucesso não estamos satisfeitos.

Queremos melhorar nossa qualidade editorial e alcançar cada vez mais gente. Para isso precisamos de um número maior de sócios, que é a forma que encontramos para bancar parte do nosso projeto. Sócios já recebem uma newsletter exclusiva todas as manhãs e em julho terão uma área exclusiva.

Fique sócio e faça parte desta caminhada para que ela se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie a Fórum