Bolsonaro solta palavrão ao reclamar de punição a Maurício do vôlei: “Tudo é homofobia”

O jogador acabou demitido do Minas Tênis Clube por pressão de atletas, patrocinadores e torcedores, após postagem homofóbica nas redes

Com a habitual grosseria, Jair Bolsonaro criticou, nesta quarta-feira (27), a decisão da direção da equipe de vôlei do Minas Tênis Clube de afastar o jogador Maurício Souza, após publicação de postagens homofóbicas nas redes sociais.

“Puta que o pariu, impressionante, né? Tudo é homofobia, tudo é feminismo”, declarou o presidente, pouco antes de conceder entrevista à Jovem Pan.

O senador Flávio Bolsonaro (Patriota-RJ) também se apressou em defender Maurício. O filho do presidente disse que o jogador não fez mais do que “exercer o direito à liberdade de expressão”.

Flávio também insinuou que a punição estaria ligada ao apoio do atleta ao presidente: “Se (Maurício) falasse mal do Bolsonaro seria promovido?”, indagou.

“Meu apoio ao jogador de vôlei Maurício Souza, que foi afastado do seu time apenas por exercer o direito à liberdade de expressão. A opinião em questão do jogador é em defesa da família e para proteção das nossas crianças, nada tem a ver com homofobia. Se falasse mal do Bolsonaro seria promovido?”, disse, também em mensagem homofóbica.

O clube mineiro anunciou que Maurício não faz mais parte da agremiação. Após o afastamento inicial do atleta, em razão de postagens homofóbicas, diversos atletas, torcedores e os patrocinadores foram a público condenar a postura do jogador, que é apoiador ferrenho de Bolsonaro. A pressão funcionou e Maurício foi demitido.

Entenda o caso

Há cerca de duas semanas, a DC Comics divulgou que o novo Super-Homem, filho de Clark Kent, se descobrirá bissexual nas próximas edições das histórias em quadrinhos.

Publicidade

Depois da publicação, Maurício postou a foto de divulgação do Super-Homem e fez a postagem homofóbica.

“Ah é só um desenho, não é nada demais. Vai nessa que vai ver onde vamos parar”, comentou ele, que ainda recebeu o apoio dos colegas do vôlei Wallace e Sidão.

Publicidade

Antecedentes

Não é a primeira vez que o bolsonarista Maurício faz postagens homofóbicas nas redes.

Em outubro de 2017, o jogador publicou: “Sou do tempo que fumar era bonito e dar a bunda era feio! Hoje fumar é feio e dar a bunda é bonito! Sorte que sou velho”, dizia a frase compartilhada por Maurício. Ele repetiu a publicação em agosto de 2021.

Avatar de Lucas Vasques

Lucas Vasques

Jornalista e redator da Revista Fórum.

Você pode estar junto nesta luta

Fórum é um dos meios de comunicação mais importantes da história da mídia alternativa brasileira e latino-americana. Fazemos jornalismo há 20 anos com compromisso social. Nascemos no Fórum Social Mundial de 2001. Somos parte da resistência contra o neoliberalismo. Você pode fazer parte desta história apoiando nosso jornalismo.

APOIAR