O que o brasileiro pensa?
16 de janeiro de 2020, 11h00

Brasil concentra 40% dos casos de transfeminicídio que acontecem no mundo

Levantamento da Associação Nacional de Travestis e Transexuais (Antra) mostra que o Brasil ainda é o país que lídera em assassinatos por transfobia

Reprodução

De acordo com levantamento da Associação Nacional de Travestis e Transexuais (Antra), divulgada pelo Brasil de Fato nesta quinta-feira (16), o Brasil ainda é o país que mais mata transexuais no mundo, concentrando 40% dos casos totais. Uma das observações citadas pelo levantamento é a brutalidade e violência em comum nos assassinatos.

O número de assassinatos chegou a 132 de outubro de 2018 a setembro de 2019, de acordo com a Transgender Europe, e 163 em todo o ano de 2018. Ainda de acordo com a pesquisa, dos 314 casos registrados em 74 países entre 1º de outubro de 2018 e 30 de setembro de 2019, 132 ocorreram no Brasil. No México, foram 65 e 31 nos Estados Unidos.

“Nos registros de ocorrência dos crimes, os nomes que as vítimas rejeitaram a vida toda estampam cruelmente a negação de suas identidades trans seja pela Polícia, seja pela mídia. São casos de ódio expresso em métodos ritualísticos e que o Estado – e a sociedade – insistem em categorizar como simples homicídios”, escreveu Clarissa Nunes, advogada criminalista e membro da Associação Brasileira de Juristas pela Democracia, ao Brasil de Fato.


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum