Seja #sóciofórum. Clique aqui e saiba como
11 de março de 2018, 19h03

Copacabana Palace tem primeiro casamento entre mulheres de sua história

Em 95 anos de história foi a primeira festa de casamento homoafetivo no local.

O Copacabana Palace, um dos mais luxuosos hotéis do Rio de Janeiro, recebeu um casamento de duas mulheres no último sábado (10). Em 95 anos de história foi a primeira festa de casamento homoafetivo no local.

A economista Roberta Gradel e a farmacêutica Priscila Raab fizeram uma cerimônia tradicional judaica. Ambas deram as sete voltas em volta da outra, quebraram a taça e tudo como manda a tradição judaica. Elas jogaram os buquês em balanços pendurados no teto do salão, de flores.

Segundo a coluna de Marina Caruso, do Globo, o custo do buffet da festa foi calculado ao preço de R$ 400 por pessoa.

Desde 2013, resolução do Conselho Nacional de Justiça (CNJ) obriga os cartórios de todo o país a celebrar o casamento civil e converter a união estável homoafetiva em casamento. Em quatro anos, foram 15 mil registros oficializados em todo o país, segundo o órgão.

Em abril de 2016, houve o primeiro casamento homoafetivo judaico da América Latina. As advogadas Vicky Escobar e Romina Charur se casaram em uma sinagoga de Buenos Aires. “Apesar de a união entre duas pessoas do mesmo sexo ser proibida pela Torá, o Talmude (outro livro sagrado para os judeus) coloca a dignidade como um de seus princípios e permite uma interpretação a favor do casamento”, explicou à época a noiva Vicky Escobar, à reportagem da Folha.

 


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum