sábado, 19 set 2020
Publicidade

Deputado bolsonarista faz ataque homofóbico a Glenn Greenwald

Embora o retorno do Pavão Misterioso tenha sido marcado pelo rápido desmascarar das suas “denúncias” e ameaças contra Glenn Greenwald, David Miranda e Leandro Demori, também provocou uma manhã de celebrações nas redes sociais bolsonaristas, o que incluiu parlamentares do PSL (Partido Social Liberal).

Inscreva-se no nosso Canal do YouTube, ative o sininho e passe a assistir ao nosso conteúdo exclusivo

Foi o caso, por exemplo, de Daniel Silveira (PSL-RJ), que festejou a publicação do pavão com um comentário homofóbico em seu twitter: “Verdevaldo (como ele chama o jornalista Glenn Greenwald) acusou o golpe, dobrou os joelhos e se colocou com as mãos no chão…. posição normal pra ele…rsrsrsrs”.

Sua publicação faz coro com uma do seu colega de partido e filho do presidente, o vereador Carlos Bolsonaro, que também força a barra para dizer que o estadunidense “acusou o golpe” supostamente dado pelo Pavão Misterioso.

Porém, os dois respondiam a uma publicação de Greenwald onde ele não “acusou golpe” nenhum. Pelo contrário, ironizou a publicação do Pavão, dizendo que “agora entendo porque esses documentos forjados são tão primitivos, ignorantes e burros, eles não têm ninguém em um nível um pouco mais alto para comandar esses ataques?”.

Para quem não se lembra, Daniel Silveira foi um dos bolsonaristas que fez campanha no Rio de Janeiro, em 2018, quebrando a placa de Marielle Franco, em um ato junto com o então candidato e atual governador do Estado, Wilson Witzel.

Redação
Redação
Direto da Redação da Revista Fórum.