Fórum Educação
18 de abril de 2020, 09h49

Erick Witzel, filho trans de Witzel, realiza ação de combate ao coronavírus em população LGBT

“Entre a população LGBT tem muitas pessoas em empregos informais, que ficam em situação de extrema necessidade em uma crise”, explica o assessor da Coordenadoria Especial de Diversidade Sexual, órgão ligado ao município do Rio de Janeiro

Erick Witzel (foto: Twitter)

A CEDS (Coordenadoria Especial de Diversidade Sexual), órgão ligado ao município do Rio de Janeiro, vem realizado há dias uma ação para auxiliar a população LGBT mais vulnerável, para que possam enfrentar os perigos da pandemia do coronavírus.

Quem lidera a iniciativa é Erick Witzel, filho transexual do governador do Rio de Janeiro, Wilson Witzel, que trabalha como assessor de empregabilidade da CEDS.

Erick explica que “entre a população LGBT, tem muitas pessoas em empregos informais, que ficam em situação de extrema necessidade em uma crise”.

“Além disso, muitos são profissionais do sexo. Para essa população, que já é muito suscetível em situações normais, agora tudo se agrava. Nós da CEDS estamos fazendo um trabalho de prevenção, buscando diminuir os riscos”, complementa.

Durante a campanha eleitoral de 2018, Erick chegou a cortar relações com Wilson Witzel depois que este expôs sua condição de transgênero contra a sua vontade. Tempos depois, pai e filho voltaram a se falar, e atualmente, ele considera o governador tem feito “um ótimo trabalho” no combate à pandemia provocada pelo novo coronavírus.

“Vejo ele fazendo o máximo que pode. As medidas cabíveis ao estado estão sendo tomadas para conter o coronavírus. Seria melhor se houvesse um alinhamento ao governo federal, mas o que cabe ao governo do Rio está sendo feito. Já ao federal, é com eles lá”, comentou.


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum