sábado, 31 out 2020
Publicidade

Espanhola processa ex-marido por “esconder deliberadamente sua homossexualidade”

Apesar de já estarem divorciados há nove anos, a ex-mulher decidiu abrir novo processo e pedir indenização de 10 mil euros e anulação do casamento. Ex-marido afirma ser bissexual

Um caso curioso foi ganhou destaque na imprensa espanhola esta semana. O Tribunal de Valência aceitou o processo iniciado por uma mulher que acusa o ex-marido de “esconder deliberadamente sua homossexualidade” e pede a anulação do casamento – apesar de que já estão divorciados há 9 anos – e uma indenização de 10 mil euros.

O acusado se chama Javier Vilalta e é um conhecido jurista espanhol. A mulher, identificada somente com as iniciais MJR, afirma que ele escondeu sua condição de homossexual durante seus 4 anos de matrimônio.

Por sua parte, Vilalta afirma ser bissexual, mas assegurou, em entrevista ao diário El País, que “só tive consciência dessa condição depois do casamento, apesar de ter tido relações com homens antes”.

O acusado também alega que se sente “ofendido por ter que testemunhar sobre minha condição sexual”, e já avisou que pedirá indenização por danos morais caso seja considerado inocente.

Além da indenização, o advogado da denunciante afirma que o caso pretende “criar um precedente para modificar a legislação em vigor, e que isso não aconteça a mais ninguém”.

Victor Farinelli
Victor Farinelli
Jornalista formado pela Universidade Católica de Santos, há 15 anos é correspondente na Argentina (2004 e 2005) e no Chile (desde 2006).