Eurocopa: Em protesto, torcedor invade campo com bandeira LGBT; veja vídeo

A manifestação foi contra a Uefa, que proibiu a Federação Alemã de mudar as luzes do estádio para as cores do arco-íris, e o governo húngaro, que impediu a divulgação de materiais, didáticos e literários, com conteúdo LGBT

Antes da partida pela Eurocopa, entre Alemanha e Hungria, que terminou empatada por 2 a 2, nesta quarta-feira (23), um ativista dos direitos LGBTQIA+ invadiu o campo da Allianz Arena, em Munique, segurando uma bandeira arco-íris.

A atitude representou um protesto contra a União das Federações Europeias de Futebol (Uefa), que decidiu reprimir o posicionamento da Federação Alemã, que tinha resolvido mudar as luzes do estádio para as cores do arco-íris.

Durante a execução dos hinos nacionais, um homem invadiu o gramado de posse de uma bandeira arco-íris para protestar da decisão da Uefa e das medidas do governo húngaro, que proíbe materiais, didáticos e literários, com conteúdo LGBT, nas escolas e para pessoas com menos de 18 anos.

Ato político

A decisão de Munique e da Federação Alemã, no entanto, foi considerada um ato político pela Uefa. Por isso, a entidade proibiu a troca das luzes do estádio.

Em protesto, vários torcedores levaram a bandeira arco-íris. A Federação Alemã, em seu Twitter oficial, postou uma foto em que a bandeira arco-íris aparece junto ao símbolo do país.

Avatar de Lucas Vasques

Lucas Vasques

Jornalista e redator da Revista Fórum.

Você pode estar junto nesta luta

Fórum é um dos meios de comunicação mais importantes da história da mídia alternativa brasileira e latino-americana. Fazemos jornalismo há 20 anos com compromisso social. Nascemos no Fórum Social Mundial de 2001. Somos parte da resistência contra o neoliberalismo. Você pode fazer parte desta história apoiando nosso jornalismo.

APOIAR