Fórumcast #20
18 de julho de 2018, 21h51

Mulher trans é retirada algemada de banheiro feminino no RJ

Dany Coluty gravou o momento em que foi abordada de forma truculenta por guardas municipais quando tentava usar o banheiro feminino de uma praça em Araruama. "Me senti humilhada", desabafou. Assista

Foto: Reprodução/Facebook

A transexual Dany Coluty, que é rainha de bateria de uma escola de samba de Araruama, no interior do estado do Rio de Janeiro, passou por uma situação vexatória na noite desta terça-feira (17). Ela foi retirada à força e algemada por guardas municipais que queriam a impedir de usar o banheiro feminino de uma praça da cidade.

De acordo com a jovem, ela sempre utilizou o banheiro, desde criança, e se sentiu “humilhada” com a situação. Ela gravou toda a abordagem com o celular e divulgou as imagens nas redes sociais.

“Me senti humilhada pela ação dos guardas municipais de Araruama. Tenho o meu direito de ir e vir como mulher trans”, afirmou.

Dany foi abordada, inicialmente, por uma guarda mulher, que solicitou que ela se retirasse do banheiro. Como se recusou, dois homens entraram no local e a algemaram. Por conta da abordagem, a jovem registrou um boletim de ocorrência na 118ª DP de Araruama.

Nesta quarta-feira (18), de acordo com o jornal Diário da População, a Guarda Municipal da cidade identificou a má conduta dos agentes envolvidos no caso e se comprometeu a fazer palestras educacionais para melhorar abordagem e compreensão do trato ao público LGBTI.

Veja também:  Depois de culpar defensores dos direitos humanos por mortes, Witzel nega escolta a David Miranda

Assista ao vídeo gravado pela transexual.

Banheiros de acordo com a identidade de gênero

O uso de banheiros de acordo com a identidade de gênero já é permitido em inúmeras cidades e locais privados. Muitas pessoas trans ainda passam situações parecidas com a de Dany, no entanto, pois não há uma lei que trate do tema – o julgamento de um caso do tipo está parado, desde 2015, no Supremo Tribunal Federal (STF).


Você pode fazer o jornalismo da Fórum ser cada vez melhor

A Fórum nunca foi tão lida como atualmente. Ao mesmo tempo nunca publicou tanto conteúdo original e trabalhou com tantos colaboradores e colunistas. Ou seja, nossos recordes mensais de audiência são frutos de um enorme esforço para fazer um jornalismo posicionado a favor dos direitos, da democracia e dos movimentos sociais, mas que não seja panfletário e de baixa qualidade. Prezamos nossa credibilidade. Mesmo com todo esse sucesso não estamos satisfeitos.

Queremos melhorar nossa qualidade editorial e alcançar cada vez mais gente. Para isso precisamos de um número maior de sócios, que é a forma que encontramos para bancar parte do nosso projeto. Sócios já recebem uma newsletter exclusiva todas as manhãs e em julho terão uma área exclusiva.

Fique sócio e faça parte desta caminhada para que ela se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie a Fórum